Especialidade de Pacificador Respondida

| |

28 de novembro de 2018

Especialidade de Pacificador Respondida


Especialidade de Pacificador, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com os seus amigos!


Especialidade de Pacificador

1. Identifique quatro causas de conflito descritas na bíblia. Leia as seguintes passagens como ponto de partida.

a. Gálatas 2:11-14.
R: Pedro tinha medo do que a liderança pudesse pensar sobre ele.

b. I Coríntios 12:12-31.
R: Um achar que é superior ao outro.

c. Gênesis 13:1-12.
R: Abraão e ló - seus pastores brigavam pelo direito de apascentar as ovelhas nos melhores lugares.

d. Tiago 4:1-3.
R: Inveja e da cobiça.

2. Explicar as seguintes formas de abordar uma contradição e discutir com seu conselheiro ou unidade usando exemplos bíblicos e suas próprias experiências.

a. Negação.

1. Acusações mútuas.
Aprenda a ouvir as pessoas, fale somente o necessário, se não está sendo compreendido, procure ser o mais claro nas suas questões. Saber falar e saber ouvir torna-se bem fácil compreender e ser compreendido.

2. Fuga.
Faz parte da negação, envolve mudança repentina, mudança de foco para desviar a atenção do verdadeiro problema, pode envolver culpar outras pessoas, e negar sua atuação.

b. Ataque.

1. Luta.
Muitos por não quererem sair por baixo enfrentam o próximo. Quando um não quer dois não brigam. O melhor é não dá ouvidos às provocações e ir embora.

2. Fofoca.
Não dê motivos para isso. Saia fora disso, quem fala mal de alguém com você, também fala mal de você. A fofoca só persegue quem gosta de fofoca.

3. Ridicularização.
Sofrer sozinho não é a saída. É importante que você compartilhe com alguém o que está acontecendo. Você pode até se sentir fraco diante de quem está te ridicularizando, mas na verdade ele é ainda mais fraco quanto seus insultos.

c. Conciliação

1. Identificar o conflito.
É a forma mais correta de solucionar algum problema, dessa forma fica mais fácil conseguir solucionar o conflito.

2. Conversar em particular com cada uma das partes.
O objetivo é conseguir entender a perspectiva do conflito de cada um dos lados, analisar as versões. Deve ser feito com calma, sem agitação e confusão abrindo espaço para os dois lados.

3. Negociação.
Coloca um ponto final na história. O perdão deve estar presente, e a situação esclarecida e entendida por ambas as partes.

3. Descrever uma situação de conflito ocorrida com você e analisar o seu comportamento na contradição e quais as opções de conciliação.

Item prático.



Especialidade enviada pelo João Vieira, obrigada!
Se você também quiser enviar alguma, o e-mail é araujogabrielle@hotmail.com

-- -- 

Gostou da especialidade, te ajudou ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários.

3 comentários:

  1. Continue fazendo do jeito que você faz , são ótimos seus trabalhos

    ResponderExcluir
  2. Continue fazendo do jeito que você faz , são ótimos seus trabalhos

    ResponderExcluir