Curti e Bloguei: Especialidade de Espírito de Profecia Respondida

Especialidade de Espírito de Profecia Respondida

| |

2 de novembro de 2018

Especialidade de Espírito de Profecia Respondida


Especialidade de Espírito de Profecia, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos!

Especialidade de Espírito de Profecia

1. O que é o dom profético?

R: Os dons do Espírito de Deus apareceriam na última igreja e o testemunho de Cristo seria “confirmado” nela (capítulo 1:4-8). E qual é o testemunho de Cristo? A voz do anjo declarou a João que o testemunho de Jesus é o espírito de profecia (Apocalipse 19:10); ou seja, o dom de profecia.

2. Quais são as principais características de um profeta verdadeiro?

R: As Escrituras nos oferecem quatro critérios principais:

1) À Lei e ao Testemunho (Isaías 8:19 e 20) – Essa é a norma básica para avaliar o profeta. Se ele não magnificar as Escrituras e não levar o povo (a igreja) a corrigir seus caminhos, não reprovar os pecados e não instruir pelas Escrituras, então este suposto profeta não é verdadeiro.

2) Cumprimento de Profecia (Jeremias 28:9; 18:7-10) –Geralmente a obra do profeta se divide entre porções que ensinam e porções que predizem. As predições devem ser conferidas em seu cumprimento. Verdade é que devemos tomar em conta o fenômeno da profecia condicional.

3) Vida e obras (Mateus 7:15-20) – “Pelos seus frutos o conhecereis”. Isto significa seu caráter e seus ensinos. Se a vida não está de acordo com os seus ensinos e com os ensinos das Escrituras Ele deve ser rejeitado.

4) Exaltação de Cristo (1 João 4:1-3) – Um profeta moderno necessitará exaltar a Cristo como o Filho de Deus e como Senhor e Salvador totalmente capaz. Se o enfoque for outro que não Jesus deverá ser rejeitado.

3. Como se pode definir que uma profecia é verdadeira?

1) Profecia verdadeira vem de um profeta que produz bons frutos. A mentira, a injúria, a contenda não são frutos de Deus.

2) Uma profecia verdadeira glorifica a Cristo e não aos homens. Se o profeta e a profecia estiverem corretos, eles testificarão de Jesus.

3) A profecia que é de Deus aponta para Jesus. Se atraírem a atenção para o homem está errado: Jesus Cristo é o Senhor.

4) Uma profecia verdadeira sempre concorda com as Sagradas Escrituras. A profecia não é fruto do raciocínio humano, se o crente não vigia acaba dando ouvidos a coisas que não provêm de Deus e sim da mente humana.

5) Uma profecia verdadeira se cumpre. Muitos ditos profetas acabam por fazê-lo através de suas mentes é por isso que aquela profecia não se cumpre, porque não veio de Deus, mas da criatividade humana

6) A profecia verdadeira aproxima você mais ainda do Senhor.

4. Como se caracteriza um falso profeta?

R: Dentre os que reclamam o dom de profecia, há também aqueles que não foram inspirados e comissionados por Deus, e, portanto, são falsos profetas, eles não são inspirados por Deus e suas profecias e previsões não se cumprem e ele não dá um bom testemunho de Deus.

5. Quem foi Ellen White? Qual sua importância para a Igreja Adventista do Sétimo Dia?

R: Ellen Gold White nasceu em 26 de Novembro de 1827, em Gorham, Maine e morreu em 16 de julho de 1915, na Califórnia, Estados Unidos. Desde dezembro de 1844, quando recebeu sua primeira visão, dedicou-se a escrever e a pregar, desenvolvendo seu ministério durante 70 anos.

Nesse período, educou ainda os filhos, ajudou o esposo, aconselhou os líderes da recém-fundada Igreja Adventista do Sétimo Dia e atuou como missionária na Europa e na Austrália.

Ela recebeu cerca de 2.000 sonhos e visões e sua produção literária ultrapassou 100 mil páginas manuscritas.

Entre os livros escritos por Ellen G. White, destacam-se O Grande Conflito, O Desejado de Todas as Nações, Caminho a Cristo. Escreveu também sobre saúde, educação, psicologia, entre outros. Sua ênfase era exaltar a Cristo e Seu grande sacrifício.

6. Ler e apresentar relatório de, pelo menos, 2 dos seguintes grupos de livros do Espírito de Profecia:

a. Grande Conflito: História da Redenção, O Grande Conflito e Eventos Finais.

R: Toda a humanidade está agora envolvida em um grande conflito entre Cristo e Satanás, a respeito do caráter de Deus, Sua lei e Sua soberania sobre o Universo. Esse conflito originou-se no Céu, quando um ser criado, dotado de liberdade de escolha, em auto-exaltação tornou-se Satanás, o adversário de Deus e induziu à rebelião uma parte dos anjos. Ele introduziu o espírito de rebelião neste mundo, quando levou Adão e Eva a pecar. O pecado humano resultou na distorção da imagem de Deus na raça humana, a distorção do mundo criado e sua devastação no tempo do dilúvio. Observado por toda a criação, este mundo tornou-se a arena do conflito do Universo, ao fim do qual, o Deus de amor, finalmente, será vindicado. Para ajudar o Seu povo na presente controvérsia, Cristo envia o Espírito Santo e os anjos leais para guiar, proteger e sustê-los no caminho da salvação.

b. História: Patriarcas e Profetas, Profetas e Reis e Atos dos Apóstolos.

R: Este volume trata de assuntos da história bíblica; assuntos que, em si mesmos, não são novos, mas apresentados de um modo que lhes dá nova significação, revelando motivos de ação, mostrando o importante propósito de certos movimentos e realçando alguns aspectos que são apenas mencionados sucintamente na Bíblia. As cenas têm assim uma vividez e importância que tendem a causar impressões recentes e duradouras. É lançada tal luz sobre o relato bíblico que revele mais cabalmente o caráter e os desígnios de Deus; manifeste os ardis de Satanás e a forma pela qual será finalmente destruído o seu poder; aponte a debilidade do coração humano; e mostre como a graça de Deus tem habilitado os homens a serem vitoriosos na batalha contra o mal. Tudo isso está em harmonia com o que Deus tem demonstrado ser o Seu propósito ao desdobrar as verdades de Sua Palavra para os seres humanos. Percebe-se que o meio pelo qual têm sido dadas essas revelações - ao ser testado pelas Escrituras - é um dos métodos que Deus ainda utiliza para dar instruções aos filhos dos homens.

c. Série Testemunhos para Igreja: Três livros da série de sua escolha.

d. Reeducação Alimentar: Ciência do Bom Viver, Conselhos sobre o regime alimentar, Temperança e Conselhos sobre Saúde.

e. Serviço Beneficente: Serviço Cristão, Obreiros Evangélicos, Beneficência Social e Medicina da Salvação.

f. Séries Missionárias: Fé e Obras, Caminho a Cristo, Serviço Cristão e Primeiros Escritos.

g. Educação: Educação - Conselhos aos Pais Professores e Mestres, Fundamentos da Educação Cristã, Mente Caráter e Personalidade I ou II, O Lar Adventista e Mensagem aos Jovens.

h. Meditações Matinais: Minha Consagração Hoje, Nossa Alta Vocação, Olhando para o Alto e Para Conhecê-Lo.

i. Vida de Cristo: Parábolas de Jesus, O Desejado de Todas as Nações e O maior Discurso de Cristo.

j. Outra sequência de livros de sua preferência, contendo, no mínimo, 3 livros.

7. Descubra em livros do Espírito de Profecia, citações sobre, pelo menos, 2 temas abaixo:

a. Histórias bíblicas.

b. Volta de Jesus.

Eventos finais, pg. 271 - Há um grande terremoto "como nunca tinha havido desde que há homens sobre a Terra; tal foi este tão grande terremoto". Apoc. 16:18. O firmamento parece abrir-se e fechar-se. A glória do trono de Deus dir-se-ia atravessar a atmosfera. As montanhas agitam-se como a cana ao vento, e rochas irregulares são espalhadas por todos os lados. A terra inteira se levanta, dilatando-se como as ondas do mar. Sua superfície está a quebrar-se. Seu próprio fundamento parece ceder. Cadeias de montanhas estão a soçobrar. Desaparecem ilhas habitadas.

c. Reforma de saúde.

CRA, pg. 70 - Adão e Eva caíram pela intemperança do apetite. Cristo veio e resistiu à mais feroz tentação de Satanás, e, em favor da raça, venceu o apetite, mostrando que o homem pode vencer. Como Adão caiu pelo apetite, perdendo

o abençoado Éden, os filhos de Adão podem, por intermédio de Cristo, vencer o apetite, e mediante a temperança em tudo reconquistar o Éden.

d. Hábitos saudáveis.

e. Estrutura familiar.

f. Liderança.

g. Organização da Igreja.

8. Como o estudo do Espírito de Profecia pode auxiliar no entendimento da Bíblia?

R: Ellen White escreveu:” Tornei a preciosa Bíblia e circundei-a com os vários Testemunhos para a Igreja, concedidos ao povo de Deus. Não estais familiarizados com as Escrituras. Se tivéssemos feito a palavra de Deus objeto de estudo regular, com o desejo de alcançar os padrões bíblicos e de atingir a perfeição cristã, não teria havido necessidade dos Testemunhos. É porque negligenciastes familiarizar-vos com o Livro inspirado de Deus, que Ele procurou alcançar-vos através de testemunho simples e direto, chamando a atenção para as palavras da inspiração que negligenciastes obedecer, insistindo em que a vossa vida se paute de acordo com esses puros e elevados ensinos.”

9. Como Deus manifesta em seus servos o Espírito de Profecia?

R: Na epístola de Paulo aos Coríntios o apóstolo explica porque foram outorgados à igreja dons tais como o de “profetas, evangelistas, pastores e mestres” (1 Coríntios 12:27-31; Efésios 4:8-11). Foram outorgados, diz Paulo, “a fim de aperfeiçoar aos santos para a obra do ministério, para a edificação do corpo de Cristo.

A obra do Espírito por meio dos dons outorgados durante a Era Cristã não substituiria a Bíblia, senão que manteria a igreja leal aos ensinamentos bíblicos e iria corrigir aqueles que se desviassem da verdade bíblica. A Bíblia projeta a aparição do dom profético. E se temos que aceitar plenamente a Bíblia devemos aceitar as manifestações genuínas do dom profético. “A Bíblia e só a Bíblia como regra de fé e prática”, este princípio exclui a tradição e qualquer ensino que não se harmonize com a Palavra de Deus.

Especialidade enviada pelo João Vieira, obrigada!
Se você também quiser enviar alguma, o e-mail é araujogabrielle@hotmail.com

-- --

Gostou da especialidade, te ajudou ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡