Curti e Bloguei: Especialidade de Investigador Bíblico Respondida

Especialidade de Investigador Bíblico Respondida

| |

24 de outubro de 2018

Especialidade de Investigador Bíblico 1 Respondida


Especialidade de Investigador Bíblico, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com os seus amigos!

Especialidade de Investigador Bíblico I

1. Ter completado pelo menos uma vez a leitura completa da Bíblia.

Item prático.

2. Apresentar de cor oralmente os livros do Velho Testamento e do Novo Testamento. 

Velho Testamento: Gêneses, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio, Josué, Juízes, Rute, 1 Samuel, 2 Samuel, 1 Reis, 2 Reis, 1 Crônicas, 2 Crônicas, Esdras, Neemias, Ester, Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cantares, Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel, Daniel, Oséias Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias Ageu, Zacarias Malaquias.  

Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas, João, Atos, Romanos, 1Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, 1Tessalonissenses, 2 Tessalonissenses, 1Timóteo, 2Timóteo, Tito, Filemon, Hebreus, Tiago, 1 Pedro, 2 Pedro, 1 João, 2 João, 3 João, Judas, Apocalipse. 

3. Pesquisar individualmente ou por unidade a história de pelo menos 20 personagens Bíblicos, apresentando um trabalho escrito sobre cada um com suas próprias palavras. 

1. Jesus Cristo.
O personagem central da história, é a figura mais impactante da Bíblia, sua presença está revelada de forma explícita nos evangelhos e no novo testamento, e implícita no antigo testamento. Cristo foi muito mais que um simples homem, mas colocamos nessa lista por que também era homem e partilhou das nossas limitações.  

2. Adão.
O primeiro homem dotado de consciência e conhecimento inigualável, o mais perfeito e completo ser da criação divina. 

 Calcula-se que tinha entre 3 e 4 metros de altura, com extraordinário poder mental, capaz de nomear e lembrar o nome do quase infinito número de espécimes de animais criados e plantas, usando apenas o cérebro. 

3. Enoque.
O sétimo depois de Adão, destacou-se por entreter comunhão contínua com o criador, a ponto de ser levado em vida para o céu sem passar pela morte. 
Também escreveu um livro que leva seu nome, onde registra entre outras coisas a revolta de 200 anjos que decidiram criar uma raça de gigantes na terra ao coabitar com as filhas dos homens. 

4. Noé.
O homem que foi o responsável pela esperança da humanidade na ocasião do dilúvio, pregoeiro da justiça, advertiu os ante-diluvianos pelo período de 120 anos, até que veio o tempo determinado por Deus no qual foram salvos ele e sua família apenas, na arca. 

5. Abraão. 
O amigo de Deus e pai da fé, foi um nômade chamado para ser herdeiro e precursor do povo hebreu que veio a ser Israel, a nação que circunda todo o enredo da Bíblia sagrada. 

 Gerou Isaque depois dos 100 anos de idade, destacado pela estrita fidelidade e obediência a Deus, teve como episódio marcante de sua biografia a cena do monte Moriá, onde estava para sacrificar seu filho, a pedido de Deus, mas foi poupado e sua experiência ficou como prova de fé e legado. 

6. Jó.
Uma testemunha da justiça e benevolência de Deus, Jó foi um dos homens que mais sofreu na Bíblia, mas também foi um dos mais abençoados. 
Teve ao todo 20 filhos, tendo os 10 primeiros morrido em sua provação. Permaneceu inabalável em sua fé, mesmo sendo submetido às mais severas tribulações na vida material, familiar, social e emocional. 

7. José.
Traído pelos próprios irmãos, foi injustamente vendido como escravo para o Egito, onde veio cumprir importante papel na administração e política. Homem de visão e integridade, responsável pela preservação da vida de milhares de pessoas no decurso de 7 anos de seca naquela região. 

8. Moisés.
Destacado estadista, escritor e legislador do mundo antigo, também foi general e possível sucessor do trono egípcio por ocasião de sua fuga registrada em Êxodo capítulo 3. 

 Foi o responsável por comandar a saída do povo Hebreu do Egito, sendo o principal líder da nação emergente, também foi conhecido como o homem mais manso da terra conforme o livro de Números, capítulo 12.  

 Sua vida foi subdividida em 3 fases: 

De 1-40 anos: No Egito; 
Dos 40-80 anos: No deserto de Midiã, apascentando ovelhas; 
Dos 80-120 anos: Liderando o povo na jornada para a terra prometida. 

9. Davi.
 Foi o segundo e mais famoso de Rei de Israel, antes havia sido pastor, soldado e cantor/músico. 

 No registro histórico é conhecido como um homem segundo o coração de Deus (I Samuel 13:14), de quem recebeu a promessa de sempre ter um descendente no trono em sua dinastia. 

 Cristo na Bíblia é chamado filho de Davi, fato bastante contundente e significativo, tendo em vista que o rei Davi também cometeu graves pecados, como adultério e assassinato, mas foi inigualável em sua conduta de arrependimento e contrição, tendo sido por isso aceito por Deus e se tornado figura exemplar para aqueles que carecem da misericórdia. 

10. Salomão.
 O homem mais sábio e mais rico da Bíblia (mas Cristo foi mais sábio que ele) construiu um dos mais belos templos da antiguidade. 

 Teve sua vida marcada de forma negativa pelo excesso de mulheres que possuía, mil ao todo. 

 Ele compôs muitos provérbios e cânticos, dos quais grande parte está contida nos livros de Eclesiastes, Provérbios e Cantares, no antigo testamento. 

11. Elias.
Foi um profeta que orou para que não chovesse, e por 3 anos e 6 meses não choveu sobre a terra nos dias do rei Acabe em Israel, período de grande apostasia promovida pela rainha Jezabel, instigadora da adoração ao deus baal. 
Elias durante essa seca foi alimentado por corvos e uma viúva de forma miraculosa, quando uma vasilha de azeite e um punhado de farinha foi o suficiente para alimentar 3 pessoas durante muitos dias. 

12. Jeremias.
Foi um profeta que advertiu o povo de Judá antes do cativeiro babilônico, seu livro é um dos maiores da Bíblia e registra os acontecimentos que marcaram a deportação. 
Jeremias foi chamado por Deus para recomendar ao Rei e ao povo que aceitassem ser escravos na Babilônia, por que isso era um juízo divino para castigar Israel pelos seus pecados e idolatria. 

 Foi proibido por Deus de casar e ter filhos, em seu ministério foi aprisionado, lançado num poço, acusado como traidor e veio a morrer depois que suas predições se cumpriram, deixou uma mensagem poderosa para o mundo com sua vida e testemunho. 

13. Daniel.
Foi um dos cativos levados por Nabucodonosor para a Babilônia por ocasião da deportação da nação de Judá, e destacou-se por sua inteligência, liderança e capacidade de interpretar sonhos. 

 Decifrou o sonho do monarca acerca da estátua com cabeça de outo que foi destruída por uma pedra cortada sem auxílio de mãos. Suas visões e sonhos demarcaram o período exato do nascimento de Cristo e o início do tempo do fim com a profecia das 2300 tardes e manhãs (Dn 8:14). 

14. Esdras.
Foi um sacerdote e escriba responsável por editar e compilar a maior parte do antigo testamento, exerceu papel importante ao lado de Neemias na organização da nação após o cativeiro babilônico. 

 Tendo alcançado notável influência no reino da medo-pérsia, obteve favor daqueles reis para promover a reconstrução do novo templo em Jerusalém, e do restabelecimento da estrutura religiosa de seu serviço. 

15. Sansão.
 Sansão era um nazireu e cresceu recebendo treinamento espiritual adequado. Já crescido, o Espírito do Senhor veio sobre Sansão e o capacitou a realizar grandes proezas que demonstravam uma força física sobre-humana (ex.: Jz 13:25; 14:6,19; 15:14). 

Sansão se envolveu com Dalila. Essa mulher vivia perto de sua casa, e não se sabe ao certo sua nacionalidade, isto é, se pertencia ao povo de Israel, aos filisteus ou a outro povo. 

Dalila foi persuadida pelos filisteus e aceitou suborno para descobrir a fonte da força de Sansão e contar aos filisteus; após Dalila acusá-lo de falta de amor, Sansão contou-lhe sobre sua condição como nazireu, e o significado de seus cabelos com relação à força sobrenatural que vinha da parte de Deus sobre ele. 

Dalila então rapidamente chamou alguém para cortar o cabelo de Sansão enquanto ele dormia. 

16. João Batista.
A voz do que clama no deserto, segundo Cristo João foi o 'maior entre os nascidos de mulher' (Mt 11:11), sua missão esteve entre as das mais nobres concedidas aos mortais: preparar o caminho para o Messias. 

 Viveu no deserto da judeia pregando e batizando no rio Jordão, chamando todos ao arrependimento, até o tempo em que Cristo iniciou seu ministério na Galileia. 
Foi preso por Herodes e decapitado por ocasião do aniversário desse ímpio rei, a pedido de Salomé, instigada por Herodias, sua mãe, que odiava João por esse haver denunciado publicamente sua relação impura com Herodes. 

17. Paulo.
Mestre e escritor assíduo, foi convertido na estrada de Damasco quando ia com a missão de prender cristãos naquela cidade. Tornou-se um arauto do evangelho de Cristo, pregou a Judeus e gentios, destacando-se com esse segundo grupo. 

 Escreveu 13 epístolas do Novo Testamento, e possivelmente também a de Hebreus, que ainda não foi possível confirmar a autoria. 

 Também foi um dos apóstolos que mais sofreu, tendo sido açoitado, apedrejado e espancado algumas vezes em suas campanhas missionárias, na maioria das vezes na mão do próprio povo Judeu.  

 Também sofreu naufrágios e por fim foi decapitado por ordem do imperador Nero em Roma. 

18. João, o discípulo amado.
 O papel de João no Novo Testamento foi muito semelhante ao do profeta Daniel no antigo, através do evangelho que escreveu e principalmente do livro de Apocalipse, lançou luz até os últimos dias da história, quando Jesus retornará para restaurar todas as coisas 

Antes conhecido como 'Filho do trovão' (Mc 3:17) tornou-se pela contemplação de Cristo em 'Discípulo do amor', escreveu além do evangelho que leva o seu nome, o livro de apocalipse e 3 epístolas onde frequentemente chama seus ouvintes de 'filhinhos'. 

19. Nabucodonosor.
Nabucodonosor foi o rei mais poderoso do império babilônico. Ele conquistou o reino de Judá e destruiu Jerusalém. O profeta Daniel serviu na corte do rei Nabucodonosor. 

A Bíblia conta como Nabucodonosor conquistou o reino de Judá. Na sua primeira campanha contra o Egito, Nabucodonosor invadiu Judá e obrigou o rei Jeoaquim a se tornar seu vassalo (2 Reis 24:1). Ele levou alguns jovens da nobreza de Judá, incluindo Daniel e seus amigos, para a Babilônia. 

20. Caim.
Caim foi a primeira pessoa que mostrou o quão perverso o homem poderia ser após a entrada do pecado no mundo. A Bíblia diz que Caim trouxe uma oferta ao Senhor, oferta esta que era do “fruto da terra”. Seu irmão Abel, que era pastor de ovelhas, ofereceu uma oferta “dos primogênitos das suas ovelhas” (Gênesis 4:3,4). 

Deus atentou para a oferta de Abel, porém para Caim e sua oferta, o Senhor não atentou. Então ele ficou fortemente irado, e foi alertado por Deus de que se fizesse o bem ele seria aceito, mas se não fizesse, o pecado já o ameaçava à porta (Gênesis 4:5,7). Caim não conseguiu dominar sua natureza caída. Ele convidou seu irmão Abel para ir ao campo, e lá o atacou e o matou. 


4. Apresentar oralmente para a sua Unidade e/ou membros da Diretoria a história de três personagens de sua escolha, usando apenas uma Bíblia (sem marcações) incluindo as lições a serem aprendidas do personagem. 

Item prático.

5. Ser capaz de dizer em que Livros da Bíblia se encontram as histórias de: Adão, Noé, Moisés, Davi, Elias, Pedro e Jesus. 

Adão: Gênesis; 
Moisés: Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio; 
Davi: 1 e 2 Samuel; 
Elias: 1 e 2 Reis; 
Pedro: Mateus, Marcos, Lucas, João e Atos dos apóstolos; 
Jesus: Mateus, Marcos, Lucas, João e Apocalipse.  

Ter lido pelo menos um livro sobre histórias de personagens Bíblicos (sugestões: Belas Histórias da Bíblia, Vida de Jesus, Patriarcas e Profetas, Profetas e Reis, Vida de Jesus, Heróis do Passado Lições do Presente).

Item prático.

Especialidade enviada pelo João Vieira, obrigada!
Se você também quiser mandar alguma, o e-mail é araujogabrielle@hotmail.com.

-- --

Gostou da especialidade, te ajudou ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡