Curti e Bloguei: Especialidade de Cultura Sul Americana Respondida

Especialidade de Cultura Sul Americana Respondida

| |

19 de outubro de 2018

Especialidade de Cultura Sul Americana Respondida


Especialidade de Cultura Sul Americana, demorei, mas finalmente ela tá aqui. Caso você não saiba, essa especialidade é nova e se você for no Campori da DSA, precisa fazer todos os requisitos antes de ir, pois lá vocês vão fazer somente o ultimo item, então vem conferir e não esquece de compartilhar com todos os seus amigos!

Especialidade de Cultura Sul Americana

1. Descreva quais os países que fazem parte da Divisão Sul-Americana da IASD e cite 3 ou 4 características típicas da cultura de cada país, que podem ser língua, bandeira, comida típica, costumes e roupas típicas.

Argentina
Comida típica: Bife de Chorizo, lomo, parrilla, etc.
Língua: Espanhol, normalmente chamado castelhano pelos argentinos.
Costumes: Tomar mate, encurtar palavras, etc.
bandeira-do-argentina

Bolívia
Comida típica: Empanada de arroz, locro carretero, salchipapas, etc.
Língua: Espanhol, quéchua, aimara, guarani e uma variedade de línguas indígenas de menor uso.
Costumes: Profundamente católicos, folclore rico, etc.
bandeira-da-bolivia

Brasil
Comida típica: Carne de sol, pão de queijo, tacacá, etc.
Língua: Português.
Costumes: Troca de carinho em público, celebrações religiosas, saída tardia de casa, etc.
bandeira-do-brasil

Chile
Comida típica: Pastel de choclo, curanto, ceviche, etc.
Língua: Espanhol.
Costumes: Cumprimentar com um beijo na bochecha na chegada e na ida, mesmo que não te conheça, super pontuais, etc.
bandeira-do-Chile

Equador
Comida típica: Chifles, cocolón, muchines, etc.
Língua: Espanhol.
Costumes: Hospitalidade, seu bom sentido de humor e seu especial acento ao falar.
bandeira-do-Equador

Ilhas Malvinas
Comida típica: Vegetais de cultivo caseiro, carneiros locais, carne, e peixe.
Língua: Inglês.
bandeira-das-Ilhas-Malvinas

Paraguai
Os emblemas dos dois lados da bandeira são diferentes.
Comida típica: Chipa, tortilha, sopa paraguaia, etc.
Língua: O guarani, língua falada pela maioria da população, e o espanhol são os idiomas oficiais. O dialeto falado no país é o espanhol rioplatense.
Costumes: Consumo da erva-mate através do tereré, guarda orgulhosamente seu passado indígena, etc.
bandeira-paraguai

bandeira-paraguai-verso

Peru

Comida típica: Olluquito con charqui, pollo a la brasa, picante de cuy, etc.
Língua: O espanhol é falado por 70% dos peruanos. Os outros idiomas falados no Peru que não são línguas oficiais são o Aimara e Quéchua. A quéchua é a segunda língua mais falada.
Costumes: A liberdade de culto é a regra no Peru, embora a religião majoritária seja a católica, os antigos peruanos foram artesãos por excelência, e desenvolveram um alto nível tecnológico nesta atividade, a música e a dança sempre tiveram um papel importante na sociedade peruana, etc.
bandeira-do-Peru

Uruguai
Comida típica: Chivito, choripan, pancho, etc.
Língua: O idioma oficial do Uruguai é o espanhol ou castelhano, falado pela grande maioria dos habitantes.
Costumes: Carnaval mais longo do mundo, dizer "buen provecho" é um costume muito forte sempre que alguém vai fazer uma refeição, tomam bastante mate, etc.
bandeira-do-uruguai
2. Escolha uma tribo ou civilização nativa sul americana e faça uma apresentação visual com cerca de 5 fotos por cartaz, vídeo ou power point sobre sua história e costumes.
A escolha é individual, mas você pode me chamar lá no meu instagram @eigabrielle e eu te ajudo, caso precise.

3. Descreva em 25 e 35 linhas, como se deu a colonização espanhola e portuguesa na América do Sul e como se deu a independência dos países Sul Americanos. Descreva que outros povos e imigrantes ajudaram a construir os povos sul Americanos em seu país.


Colonização Espanhola e Portuguesa.

Em 1492, a serviço/trabalho da Coroa Espanhola, Cristóvão Colombo descobriu um continente até então desconhecido dos europeus, o qual posteriormente foi denominado de América. As terras encontradas foram disputadas entre Portugal e Espanha. Para controlar a disputa entre esses países, o Papa Alexandre VI da Espanha propôs a Bula Inter Coetera, dividindo o Oceano Atlântico por um meridiano. Mas, com o meridiano, Portugal só teria direito as terras africanas.

A Coroa portuguesa pressionou para mudarem o acordo e foi assinado o Tratado de Tordesilhas, dividindo o continente entre os dois países (sendo Espanha com oeste e Portugal com leste). Mas os outros países europeus não concordaram com isso.


A Conquista da América espanhola aconteceu de forma exploratória, isto é, não vinham para a América em busca de terras para povoar, eles ocupavam o espaço, apropriando-se de suas riquezas. Os espanhóis dizimaram as populações indígenas, impondo sua cultura, língua e religião.



Independência dos países Sul Americanos.

As colônias espanholas na América receberam a influência de uma série de fatores em seus processos de independência. A Espanha era detentora do maior território colonial no continente americano, suas posses iam do atual México até o extremo sul do continente. Nestas terras se fortificou uma elite local conhecida como criollos, que eram os filhos dos espanhóis nascidos no Novo Mundo. Os criollos desenvolveram suas atividades e seus interesses na América, contestando, várias vezes, atitudes metropolitanas. Internamente, o fortalecimento dos criollos e a insatisfação com as exigências da metrópole influenciaram nos movimentos de emancipação.

Os criollos manifestaram-se em favor de maior liberdade política e econômica. Já no cenário internacional, o exemplo da independência dos Estados Unidos, que povoava o imaginário dos separatistas, e a situação política na metrópole, que passava por momentos de grande instabilidade, davam suas contribuições para o processo. O resultado foi uma série de independências no território americano que antes pertencia à Espanha, fragmentando toda a imensa colônia em vários países durante o século XIX.

Já o Brasil, colônia de Portugal, não passou por uma guerra contra à metrópole, caso dos Estados Unidos, ou por uma grande fragmentação do território, como aconteceu com a América Espanhola.

No final da década de 1810 apenas que o rei Dom João VI resolveu retornar à Portugal como tentativa de controlar as manifestações dos burgueses de tal localidade que se viam prejudicados em função do distanciamento da coroa. Porém no Brasil ficou o príncipe regente Dom Pedro I, o qual foi convencido pela nova elite local a tornar o Brasil independente e ainda ser o primeiro imperador do mesmo. Dom Pedro I interessou-se pela proposta e declarou a independência brasileira em 1822. No Brasil não houve guerra contra Portugal, mas sim guerras internas para afirmar toda a extensão do território pertencente ao novo imperador.

Povos e Imigrantes.

Em meados do século XIX, as áreas desocupadas do sul do Brasil e o crescimento da lavoura de café atraíram a mão-de-obra estrangeira, principalmente européia, que estava à procura de melhores condições de vida e de trabalho.

Portugueses, espanhóis, italianos, alemães, austríacos, entre outros povos, são atraídos pelas propagandas divulgadas em seus países, que acenam com uma vida melhor para quem quiser se aventurar nos trópicos. É da Itália, porém, que vem a maioria dos imigrantes. Fogem da falta de empregos e da fome generalizada. A maioria dos imigrantes vem para as lavouras de café de São Paulo.

4. Descreva pelo menos 8 religiões que são encontradas e crescem na América do Sul e como a Igreja Adventista chegou a este continente e desenvolveu seu trabalho. Cite o ano em que a IASD chegou em cada país e descreva em 10 linhas como ela chegou no seu país.

8 religiões

Catolicismo

Catolicismo é a religião dos cristãos, uma vertente do cristianismo, formado pela Igreja Católica Apostólica Romana, que tem seu centro no Vaticano e reconhece a autoridade suprema do Papa. O catolicismo é uma doutrina que além do culto a Jesus, enfatiza o culto a Virgem Maria e a diversos Santos.

A religião católica ou catolicismo tem a Bíblia como seu Livro Sagrado, e através dele transmite os ensinamentos do Evangelho de Cristo. O crucifixo é o símbolo maior da catolicismo, pois simboliza a cruz na qual Jesus Cristo morreu.

O catolicismo é uma doutrina que acredita na preparação dos fieis para a salvação de sua alma, que após a morte subirá ao paraíso, onde gozará o descanso eterno.

Cristianismo

Para os cristãos, Jesus Cristo, era filho de Deus, que se tornou homem e veio ao mundo a fim de pregar o amor a Deus e ao próximo. Contudo, foi perseguido e morto pelos romanos, que não aceitavam os seus ideais.

Jesus apareceu como um novo líder se intitulava como o salvador do mundo e, era assim, uma ameaça para o Império Romano que o considerou um blasfemo.

Após a sua morte, os 12 apóstolos - seguidores que haviam recebido a missão de difundir as ideias de Jesus, avançaram pelo mundo com o compromisso de cumprir a sua tarefa.

Sendo reconhecidas, as ideias propagadas ganharam seguidores. Nasce o Cristianismo, cujo nome vem da palavra Cristo, que quer dizer pessoa consagrada.

Em Roma foi martirizado Pedro, o discípulo a quem Jesus legou a tarefa de cuidar da sua Igreja. Ali também foram realizados vários concílios. Desta maneira, a cidade foi se destacando ao longo dos anos até se tornar sede da Igreja Católica.

A crença em Jesus ganhava mais adeptos. Sua doutrina se espalhava pelo Império romano. Como os cristãos se recusavam a adorar os deuses romanos, começaram a ser perseguidos.

Assim, os cristãos se reuniam escondidos em catacumbas para rezar, até que por volta de 313, o Édito de Milão proibiu a perseguição aos cristãos. A partir de então, o Cristianismo cresce até ser transformada religião oficial de Roma, em 392.

Hinduísmo


O principal símbolo visual do hinduísmo é o Om ou Aum, o som primordial. Utilizado nas vocalizações, meditações e mantras, é formado por três letras em sânscrito e combinadas fazem o som de om ou aum. O Om representa a divindade da criação, Brahma.

O hinduísmo não tem um sistema de crenças integrado e nem um único livro sagrado, embora use como referência os vedas, os textos sagrados da tradição védica. A cultura hindu incorpora uma série de costumes e tradições védicas e posteriormente até cristãs, islâmicas, e de outras filosofias orientais, como o budismo.

As práticas e rituais hindus variam de região, mas a maior parte dos seguidores realiza ao menos um ritual diariamente, como o puja, que é a oferenda aos deuses. Entre as práticas hindus está incluído o Yoga, o tantra e a meditação, como formas de harmonizar a energia entre o corpo e a mente. A entonação de mantras faz parte dos rituais, assim como é rotineiro que os hindus façam a veneração na alvorada, os rituais de purificação e as peregrinações a locais sagrados, como o Rio Ganges, na Índia.


Islamismo


Islã é uma palavra árabe que significa submissão, aqueles que obedecem Alá.

O islamismo foi fundado pelo profeta Maomé, nascido em Meca, por volta de 570, na Arábia Ocidental. O que aceita a fé do islamismo é chamado de muçulmano. O livro sagrado é o Corão, onde a palavra de Deus foi revelada ao profeta Maomé. O templo é a mesquita.


Budismo


Budismo é uma religião e filosofia orientais, fundada por Sidarta Gautama, o Buda. A filosofia budista é guiada pelos ensinamentos de Buda, e acredita que o caminho para a libertação está na consciência que pode ser alcançada por práticas e crenças espirituais, como a meditação e o yoga.

A religião budista na sua forma clássica não é teísta, ou seja, não possui um Deus. Buda não se acreditava uma divindade que devesse ser adorada, e sim um guia espiritual com seguidores de suas crenças e práticas. Mas existem correntes panteístas e teístas.

Os budistas acreditam que a consciência física e espiritual leva à iluminação e elevação, o chamado nirvana. É o plano mais alto de consciência, onde o ser está livre da dor do mundo físico.

O Budismo também acredita que todos os seres possuem encarnações e reencarnações, inclusive os animais e plantas. Por isso o indivíduo deve ser bom a todos os seres, já que em outra vida pode-se experienciar aquela forma. Este ciclo de reencarnação é chamado de Samsara.



Judaísmo

O judaísmo é a religião dos judeus. É a mais antiga das religiões monoteístas do mundo. O judaísmo acredita na existência de um único Deus, que criou o universo. De acordo com algumas correntes do Judaísmo, Jesus Cristo foi um bom professor e para outros, foi um falso profeta.

Ao contrário do Cristianismo, o Judaísmo não vê Jesus como Filho de Deus, enviado para salvar o ser humano. Por esse motivo, os crentes no Judaísmo esperam até hoje pelo enviado de Deus para salvação do povo.

O judaísmo é um modo de vida, associado a uma combinação de fé e convicções religiosas. O judaísmo é uma religião da família, e grande parte da fé judaica é baseada nos ensinamentos recebidos no lar. O Torá ou Pentateuco é considerado o livro sagrado dos judeus. Os cultos judaicos são realizados nas sinagogas e são comandados por um rabino. O símbolo sagrado é o  Menorá, um candelabro com sete braços, que representa a luz e inspiração divina que se propagam no mundo.

Candomblé

Religião animista, original da região das atuais Nigéria e Benin, trazida para o Brasil por africanos escravizados e aqui estabelecida, na qual sacerdotes e adeptos encenam, em cerimônias públicas e privadas, uma convivência com forças da natureza e ancestrais.

Umbanda

Umbanda é uma religião brasileira formada através de elementos de outras religiões como o catolicismo ou espiritismo juntando ainda elementos da cultura africana e indígena.

A palavra é derivada de “u´mbana”, um termo que significa “curandeiro” na língua banta falada na Angola, o quimbundo. A umbanda tem origem nas senzalas em reuniões onde os escravos vindos da África louvavam os seus deuses através de danças e cânticos e incorporavam espíritos.

O culto umbandista é realizado em templos, terreiros ou Centros apropriados para o encontro dos praticantes onde entoam cânticos e fazem uso de instrumentos musicais como o atabaque. Apesar disso, quando o Umbanda foi criado, não existiam manifestações musicais, como cânticos e utilização de instrumentos.

Como a Igreja Adventista chegou ao continente.

A estrutura organizacional da Igreja Adventista do Sétimo Dia desenvolveu de forma progressiva. Em uma das reuniões da Assembleia da Associação Geral da IASD, realizada em 1913, foram criadas as divisões, a saber, subdivisões do campo mundial onde a Igreja possui representação de membros.

A Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia (DSA) é uma unidade administrativa da Associação Geral da IASD, fundada em 1916. Atualmente, compreende o território ocupado por oito países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. A história de suas origens se desenvolve a partir da seguinte cronologia.


O ano de 1890 marca a chegada dos Adventistas do Sétimo Dia à América do Sul. Nesse período, a mensagem adventista se espalhou por meio de missionários vindos da América do Norte. Dentre eles se destaca o casal Jorge e María Riffel que aceitou a mensagem adventista em 1888 nos Estados Unidos. Convictos de que deveriam partilhar sua nova fé com os amigos na Argentina, os Riffels convenceram três famílias germânicas a se mudarem com eles para a província de Entre Rios em 1890.



Em 10 de dezembro 1891, chegaram os primeiros missionários Elwin W. Snyder, Albert B. Stauffer e Clair A. Nowling, os quais deram início ao programa de distribuição de literatura nesse continente e promoveram de forma significativa o avanço da mensagem adventista nesta região. O interesse pela mensagem adventista cresceu e se espalhou pelos demais países do continente, mas devido às emergentes necessidades Jorge Riffel apelou aos líderes da Igreja Adventista mundial para enviarem um pastor.


As datas em que a IASD chegou nos países.

Na Argentina em 1894.
No Brasil em 1896.
No Chile em 1895.
No Paraguai em 1900.
No Uruguai 1892.
No Peru em 1905.
No Equador em 1904.
Na Bolívia em 1897.

Como a IASD chegou no Brasil.

No Brasil o adventismo chegou em 1885 através de publicações que chegaram pelo porto de Itajaí com destino a cidade de Brusque, no interior de Santa Catarina. Em maio de 1893 chegou o primeiro missionário adventista, Alberto B. Stauffer que introduziu formalmente através da Colportagem os primeiros contatos com a população. Em abril de 1895 foi realizado o primeiro batismo em Piracicaba, SP, sendo Guilherme Stein Jr o primeiro batizado. Inicialmente os estados brasileiros com maior presença germânica foram atingidos pela literatura adventista. Conforme informações repassadas pelo pastor F Westphal, a primeira Igreja Adventista do Sétimo Dia em solo nacional foi estabelecida na região de Gaspar Alto, em Santa Catarina, em 1896, seguida por congregações no Rio de Janeiro e em Santa Maria de Jetibá, no Espírito Santo, todas no mesmo ano.

5. Qual é o nome e qual a localização do deserto mais seco do mundo?

R: O deserto do Atacama situa-se no norte do Chile, entre os rios Loa e Copiapó. Este deserto está delimitado a oeste pelo Oceano Pacífico e a leste pela Cordilheira dos Andes. De acordo com os especialistas em clima, o deserto de Atacama é o mais árido e seco do mundo.

6. Qual é a maior montanha da América do Sul? Qual sua altura e localização?

R: Aconcágua é a montanha mais alta fora da Ásia, com 6.961 metros de altitude, se localiza em Mendoza, Argentina.

7. Qual é a maior floresta da América do Sul? Cite pelo menos 3 espécies animais características desta floresta.

R: Floresta Amazônica.
 Jacaré-açu, onça-pintada (ou jaguar), suçuarana (ou puma) e a sucuri.

8. Escolha um bioma da América do Sul e descreva o clima, animais e ecologia em pelo menos uma página.
Vou deixar os links que contém a resposta de cada bioma, é só você entrar e anotar as informações que precisa. Não vou colocar tudo aqui, porque iria ficar imenso.
Diferentes tipos de litorais sul americanos. (pt.wikipedia.org/America_do_Sul)
Cordilheira dos Andes. (pt.wikipedia.org/Cordilheira_dos_Andes)

9. Descreva cinco espécies de animais que só encontramos na América do Sul.

5-especies-de-animais-que-so-encontramos-na-America-do-Sul

10. Entreviste pessoalmente ou pela internet um Desbravador (10-15 anos) de um país Sul-Americano diferente do seu e pergunte: Como são os Desbravadores de seu país e que especialidades mais gostam de fazer? O que ele mais gosta no país dele? Que lugares da América do Sul ele gostaria de conhecer? Se possível troque um trunfo, insígnia ou camiseta com este novo amigo.
Se você for para o Camporí da DSA 2019, você cumpre esse item lá!

Sites que usei para fazer a especialidade.

2 comentários:

  1. Obrigado por ajudar no mundo dos desbravadores, GRAÇA E PAZ e SEMPRE MARANATA! Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, fica com Deus! ^^

      Excluir