Curti e Bloguei: Especialidade de Criacionismo Respondida

Especialidade de Criacionismo Respondida

| |

22 de outubro de 2018

Especialidade de Criacionismo Respondida

Especialidade de Criacionismo, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos, porque deu bastante trabalho para fazer!

Especialidade de Criacionismo

1. O que é modelo e teoria científica?

R: Um modelo científico é uma idealização simplificada de um sistema que possui maior complexidade, mas que ainda assim supostamente reproduz na sua essência o comportamento do sistema complexo que é o alvo de estudo e entendimento.

Na ciência a palavra teoria refere-se à maneira como interpretamos os fatos. Teoria científica é o conjunto de conhecimentos que procura explicar, com alto grau de exatidão, fenômenos abrangentes da natureza.

2. Quais as principais diferenças entre o modelo criacionista e o evolucionista?

R: O criacionismo é baseado na fé da criação divina, como narrado na Bíblia Sagrada, você encontra a passagem da criação no livro de Gênesis. Lá fala que Deus criou todas as coisas, luz, mar, rios e oceanos, plantas, animais, inclusive o homem.

O evolucionismo é baseado em pesquisas científicas, um pesquisador muito importante nessa área e que ajudou a concretizar a crença no evolucionismo foi Charles Darwin, ele afirmava que o homem era resultado de uma evolução, o homem e o macaco teriam um mesmo ascendente em comum por causa das semelhanças biológicas, também disse que todos os seres vivos tiveram um ancestral comum.

3. Escrever uma redação de, no mínimo, 500 palavras, com o tema: porque ser criacionista.

Item prático.
Vou deixar esse texto para inspirar vocês. Ele pertence ao João Vieira, o rapaz que me enviou essa especialidade por e-mail.

A fé não é um tiro no escuro como muitos afirmam, mas é a atitude de crer naquilo que sei que existe, apesar de não ver.
Estudando, percebi que tanto na física clássica quanto na física quântica, no mundo macro e no mundo micro, há leis universais modeláveis. Há efeitos de alta complexidade que envolvem estruturas macroscópicas e microscópicas. Estudando química e física nuclear percebi que estruturas cristalinas microscópicas são complexas e bem construídas, com perfeição extraordinária. Reações químicas e nucleares possuem perfeição e beleza digna deestudos, pesquisas e apreciação. Estas coisas todas teriam surgido espontaneamente? As leis que as regem teriam sido estabelecidas sem nenhuma interferência externa? A sincronia e perfeição da natureza e do ser humano, tudo se organizou espontaneamente?
Acreditar no surgimento espontâneo do universo seria o mesmo que acreditar que ao explodir-se uma montanha, uma cidade poderia ser erguida, ou o mesmo que a explosão de um ferro velho poderia fazer surgir um carro novo, ou que a explosão de uma gráfica produziria vários livros impressos, encadernados e prontos para o uso.
A estrutura de uma cidade, de um carro e de um livro é bem mais simples que toda a estrutura do universo, tanto no aspecto micro, quanto no aspecto macro. Portanto, prefiro acreditar que há um criador.
Debater o universo afastando-se a hipótese de um criador é uma linha passível de escolha, mas é contraditória em si mesmo. Enquanto for inconclusiva, está sub judice, portanto, não merece a mesma credibilidade do que é comprovado cabalmente. Muito menos afeta argumentos contrários baseados em leis universalmente aceitas.
Sou criacionista porque creio que existe um Criador que fez o homem com um propósito e uma finalidade; Que o homem possui atributos que o diferem do restante do reino animal; Que o homem possui um espírito e uma consciência que o torna conhecedor do certo e errado e com valores morais, emocionais e sentimentais; Que o homem é a imagem e semelhança de seu Criador e não de um símio; Que a composição física do homem se deu a partir do barro; Que o homem é o administrador do planeta; Que o homem já foi feito sendo possuidor de um idioma completo e composto de vocabulário e gramática; Que o Jardim do Éden foi um local real e localizado geograficamente na Mesopotâmia; Que Caim e Abel foram personagens reais citados por Cristo; Que o homem possuía, desde o princípio, tecnologia avançada em seu tempo para fazer a Arca e suportar um dilúvio; E que o Dilúvio foi um evento real, global e fatal, registrado por todos os povos na história e que deixou marcas hoje encontradas pela arqueologia, paleontologia, geologia, história e geografia.
Acredito que aquele que criou todas as coisas tem um propósito, um plano para sua criação, acredito que de alguma forma eu me encaixo neste propósito. Sei que toda a história da humanidade conspira para um determinado fim
segundo a vontade do criador. Acredito que toda minha vida faz sentido, mesmo quando não consigo ver sentido algum.
Por que sou criacionista? Porque creio em um Deus real e que é o Criador.
4. Sob a mediação do instrutor, participar de um debate sobre como é possível harmonizar ciência e fé.

Item prático.

5. Ler e responder o seguinte:

a) 1 Timóteo 6:20 e 21. Que relação pode existir entre essa passagem e o evolucionismo?

R: A falsa ciência, nos tempos do início da igreja, quando viviam Paulo e Timóteo, era em sua maior parte as doutrinas dos gnósticos, que diziam ter conhecimentos secretos superiores e procuravam confundir os crentes novos com as suas doutrinas. Hoje ainda temos no mundo o equivalente dos gnósticos e uma grande quantidade de outros ensinos alheios à Palavra de Deus.

Ensinam que a ciência e a tecnologia atual exigem acreditar nos princípios da evolução das moléculas sem vida até chegar ao homem, para que possam ser compreendidas e desenvolvidas. Chegam a afirmar que aqueles que creem na criação bíblica estão em perigo de não entender a ciência.

b) Gênesis 1 e 2. Pode alguém discordar destes textos e manter-se membro do povo remanescente? Justifique sua resposta.

R: Muitos Cristãos que se firmam na verdade da criação já encontraram resistência por parte de outros supostos “Cristãos” no que toca à idade da Terra. A mensagem de Deus para nós é bem simples: E que, de entre vós mesmos, se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. Atos 20: no povo remanescente restarão pessoas que defendem a verdade sem restrições, abraçando toda a verdade bíblica

6. Cite, ao menos, 5 passagens do Espírito de Profecia que façam menção à idade “jovem” da Terra.

3T, pág. 138 - Deus dotou o homem de tão grande força vital que ele tem resistido ao acúmulo de doenças lançadas sobre a raça em consequência de hábitos pervertidos, e tem sobrevivido por seis mil anos.

GC, pág. 518 - O grande conflito entre Cristo e Satanás, que tem prosseguido durante quase seis mil anos, logo deve terminar; e o maligno e dobra seus esforços para frustrar a obra de Cristo em prol do homem, e prender as almas em suas ciladas.

GC, pág. 552, 553 - Os espíritos negam a divindade de Cristo e colocam o próprio Criador no mesmo nível em que estão. Assim, sob novo disfarce, o grande rebelde ainda prossegue com sua luta contra Deus – luta iniciada no Céu, e durante quase seis mil anos continuada na Terra.

PP, pág. 51 - As leis e operações da natureza, que têm incitado o estudo dos homens durante seis mil anos, estavam-lhes abertas à mente pelo infinito Construtor e Mantenedor de tudo.


3SM, pág. 92 - Muitos que professam crer nos registros bíblicos não conseguem relatar as coisas maravilhosas que foram encontradas na Terra, com o ponto de vista de que a semana da criação durou literalmente sete dias, e que o mundo tem agora apenas cerca de seis mil anos.

7. Pesquisar sobre a crença fundamental “a criação”, da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Demonstrar de forma satisfatória como fundamentar essa crença fundamental através da Bíblia, encontrando de memória, no mínimo, 5 passagens bíblicas que abonam essa ideia.

R: Deus comunica por meio das Escrituras o relato autêntico e histórico de sua atividade criadora. Ele criou o universo; e, em uma criação recente, que durou seis dias, o Senhor fez “os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há” e descansou no sétimo dia. Assim Ele estabeleceu o sábado como memorial perpétuo da obra que Ele realizou e terminou em seis dias literais que, junto com o sábado, constituem a mesma unidade de tempo que hoje chamamos de semana. O primeiro homem e a primeira mulher foram formados à imagem de Deus como obra-prima da criação, foi-lhes dado domínio sobre o mundo e atribuiu-se lhes a responsabilidade de cuidar dele. Quando o mundo foi concluído, ele era “muito bom”, proclamando a glória de Deus.

Gn 1–2; 5; 11; Êx 20:8-11; Sl 104; Is 45:12, 18; At 17:24; Cl 1:16


8. Citar, ao menos, 15 objeções feitas pelos evolucionistas às crenças criacionistas. Escrever, ao menos, um parágrafo explicando de maneira bíblica e/ou científica como refutar cada uma dessas objeções.

A VIDA SURGIU ATRAVÉS DE UMA EXPLOSÃO SEM RAZÕES CLARAS.
Trovões a atingir uma poça de lama ou uma outra “lagoa tépida” nunca irão produzir vida. Esta é outra visão da questão principal da informação visto que a forma de vida mais simples que existe requer uma vasta quantidade de informação dentro dela. A probabilidade de vida surgir daquilo que não tem vida foi comparada à probabilidade dum tornado passar por um ferro-velho e de modo espontâneo montar um avião 747 totalmente funcional.

AS CARACTERÍSTICA DOS ANIMAIS SE ADAPTARAM COM O TEMPO.
O espantoso mecanismo de defesa da Besouro Bombardeiro é um exemplo clássico de design na natureza, aparentemente impossível de explicar como o resultado de uma acumulação de pequenas modificações benéficas através do tempo visto que se tal mecanismo não “explodisse” da forma correta, isso seria o fim desse inseto.

TUDO SURGIU DE ESTRUTURAS MAIS SIMPLES.
Esta é a ideia de que “nada funciona até que tudo funcione”. O exemplo clássico é a ratoeira, que é irredutivelmente complexa visto que se uma das partes das várias que fazem parte do mecanismo não estiver no lugar certo, a ratoeira não funciona como ratoeira, e nenhum rato é apanhado. Os sistemas, as características, e os processos da vida são irredutivelmente complexos.

O UNIVERSO FICOU MAIS ORDENADO COM O TEMPO.
A Segunda Lei da Termodinâmica (SLT) refere-se à tendência universal das coisas, por si só, se “fundirem” com o ambiente à sua volta com o passar do tempo, tornarem-se menos ordenadas e eventualmente atingirem um estado-estacionário. Um copo de água quente, com o tempo, fica com a temperatura à sua volta e eventualmente as estrelas irão perder o seu calor. No entanto, o cenário evolutivo propõe que, com o passar do tempo. as coisas, por si só, foram ficando mais ordenadas e mais estruturadas.

O UNIVERSO SEMPRE EXISTIU.
Por definição, alguma coisa tem que ser eterna. Ou o próprio universo é eterno, ou algo/Alguém fora e Maior que o universo é eterno. Nós sabemos que o universo não é eterno – teve um ponto inicial de existência, algo confirmado pela expansão – logo, Deus (ou algo/Alguém fora do universo) tem que existir e tem que ter criado o universo.

A ESTRUTURA DA TERRA SE ADAPTOU COM O TEMPO.
Dezenas de parâmetros encontram-se “perfeitos” para a vida existir neste planeta. Por exemplo, se a Terra estivesse mais próxima do Sol, a temperatura à superfície seria demasiado elevada e as águas dos oceanos evaporar-se-iam; se a Terra estivesse ligeiramente mais afastada, estaria continuamente coberta de gelo.

AS LEIS DA FÍSICA ADAPTAM A VIDA.
A calibração afinada das constantes que controlam a física do universo – os parâmetros das forças básicas (constantes das forças nucleares fortes e fracas, constantes das forças gravitacionais, e as constantes das forças eletromagnéticas) estão calibradas até ao mais ínfimo detalhe. Uma variação mínima nestes ou em qualquer dos outros parâmetros universais tornariam a vida impossível.

FÓSSEIS APARECEM EM TEMPOS MUITO DIFERENTES.
Os fósseis mais antigos de qualquer criatura já estão totalmente formados, e não variam muito com o passar do tempo. A “Explosão Câmbrica” documenta um aparecimento geologicamente rápido da maior parte dos grupos principais dos animais complexos. Não há qualquer evidência de evolução do mais simples para o mais complexo; diz-se que as aves evoluíram dos répteis, mas nenhum fóssil foi alguma vez descoberto tendo “metade-escamas/metade-asa.

O SER HUMANO DESENVOLVEU CAPACIDADES DE AUTOCONSCIÊNCIA.
A pessoa é uma união do corpo + alma/mente – sendo a alma/mente a parte imaterial da pessoa e que realmente o “eu interior” de cada um. OS químicos por si só não podem explicar a autoconsciência, a criatividade, o raciocínio, as emoções do amor e do ódio, as sensações de prazer e dor, a posse e o lembrar de experiências, e o livre arbítrio. O raciocínio não é viável se ele se baseia apenas e só nos eventos neurológicos cegos.

A LINGUAGEM HUMANA SE DESENVOLVEU COM O TEMPO.
A linguagem é uma das muitas coisas que nos separam dos animais. Nenhum animal é capaz de atingir algo remotamente parecido com o que os humanos são capazes de fazer, e todas as tentativas feitas para se ensinar os chimpanzés a falar falharam. OS evolucionistas não têm explicação para a origem da linguagem humana.

MUTAÇÕES GENÉTICAS LEVARAM À EVOLUÇÃO.
Erros de leitura do DNA – o que é realmente raríssimo – causam as mutações. A mutação só acontece se a alteração no DNA modificar o organismo. Em geral, esses erros não provocam nenhum resultado porque o código genético está engendrado de modo tão formidável, que torna neutras as mutações nocivas. Mas quando geram efeitos, eles são sempre negativos.

Com efeito, não há registro de mutações benéficas e a possibilidade de existirem é tão reduzida que pode ser descartada.

TODOS OS ANIMAIS EXISTENTES SE DESENVOLVERAM A PARTIR DE SERES INFERIORES.
Outra objeção à filogênese (evolução genealógica) é apresentada pelos fósseis vivos. Qual a razão que levou várias espécies, gêneros e famílias a atravessarem muitos “milhões de anos”, sem sofrer o processo evolutivo que os evolucionistas gostariam de encontrar?

A VIDA MULTICELULAR SURGIU A PARTIR DE FORMAS INDIVIDUAIS.
Como é que as células adaptadas para a sobrevivência individual “aprenderam” a cooperar para formar plantas e animais complexos? Um criador pode ser evidente para ter criado todas as formas de vida

A REPRODUÇÃO SEXUAL COMEÇOU A EXISTIR COM O DESENVOLVIMENTO DAS ESPÉCIES.
A reprodução assexuada produz o dobro do sucesso reprodutivo que a reprodução sexual. Dada esta situação, como é que a última se tornou suficientemente vantajosa para ser selecionada? Como é que as forças da Física e da Química conseguiram, simultaneamente e na mesma área geográfica, inventar o aparato complementar necessário para a reprodução sexual? É importante não esquecer que processos não-inteligentes não conseguem planear futura coordenação entre macho e fêmea


O CÓDIGO GENÉTICO SE DESENVOLVEU ENTRE OS SERES.
Um código é um sistema de linguagem sofisticado com letras e palavras onde o significado das palavras é independente das propriedades químicas das letras – tal como a informação neste texto não é produto das propriedades químicas da tinta. Que outro sistema de código existe que não tenha sido efeito de design inteligente? Como é que o sistema de código do DNA surgiu sem ser obra de design inteligente?

9. Ler os capítulos 6 a 9 de Gênesis. Após a leitura completar um dos seguintes:

a) Realizar uma pesquisa e elaborar um cronograma detalhado sobre alguma teoria aceita por cientistas criacionistas sobre como aconteceram os fatos.

b) Faça uma lista com, pelo menos, 5 menções bíblicas ao dilúvio e dê, ao menos, 5 evidências histórico-científicas do dilúvio.

2 Pedro 3:5-7 - Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste. Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio, Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. 

Isaías 54:9 - Porque isto será para mim como as águas de Noé; pois jurei que as águas de Noé não passariam mais sobre a terra; assim jurei que não me irarei mais contra ti, nem te repreenderei. 

Mateus 24:38,39 - Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. 

1 Pedro 3:20 - Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água.

Hebreus 11:7 - Pela fé Noé, quando avisado a respeito de coisas que ainda não se viam, movido por santo temor, construiu uma arca para salvar sua família. Por meio da fé ele condenou o mundo e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé.

EVIDÊNCIAS DO DILÚVIO
Evidencia 1: Fósseis de criaturas marinhas muito acima do nível do mar devido ao fato das águas oceânicas terem inundado os continentes - Encontramos fósseis de criaturas nas camadas rochosas que cobrem todos os continentes. Por exemplo, a maior parte das camadas rochosas nas paredes do Grand Canyon (que está a mais de uma milha acima do nível do mar) contém fósseis marinhos. Para além disso, são também encontrados fósseis de animais marinhos no topo dos nos Himalaias.

Evidência 2: Enterro rápido de plantas e de animais - É comum encontramos extensos “cemitérios” fósseis e fósseis muito bem preservados. Por exemplo, milhares de milhões de nautiloides são encontrados enterrados numa camada que se encontra no “Redwall Limestone” do Grand Canyon.

Evidência 3: Camadas de sedimentos depositadas rapidamente e espalhadas por vastas áreas. - Encontramos camadas rochosas que podem ser rastreadas um pouco por todos os continentes – até entre continentes – e as características físicas nesses estratos indicam que eles foram depositados rapidamente. Por exemplo, o "Tapeats Sandstone" e o "Redwall Limestone" do Grand Canyon podem ser rastreados através de todo o continente, dos Estados Unidos, até ao Canadá, e mesmo até através do Oceano Atlântico até a Inglaterra.

Evidência 4: Sedimentos transportados por longas distâncias - Nessas camadas rochosas amplamente dispersas encontramos sedimentos que tiveram que ter sido corroídas em locais distantes e depois transportadas longas distâncias através de águas em movimento rápido. Por exemplo, a areia para o “Coconino Sandstone” do Grand Canyon (Arizona) teve que ter sido corroído e transportado a partir da zona norte do que hoje são os Estados Unidos e o Canadá.


Evidência 5: Muitos estratos foram depositados em rápida sucessão - Não é normal as rochas dobrarem; elas normalmente partem-se porque são duras e quebradiças. Mas em muitos locais encontramos sequências inteiras de estratos que foram dobrados sem fraturar, indicando que todas as camadas foram depositadas rapidamente e posteriormente dobradas enquanto ainda se encontravam molhadas e maleáveis, antes do endurecimento final.

10. Participar de um encontro criacionista promovido por sua escola, faculdade, Clube, Igreja, distrito, região ou Campo. Com antecedência, escrever suas dúvidas para levar ao encontro e, em momento oportuno, apresentá-las a algum palestrante ou participante que possa saná-las através de embasamento bíblico e/ou científico.

Item prático.

11. Pesquisar e demonstrar como argumentar em favor do criacionismo, utilizando 3 das seguintes questões:

a) Do ponto de vista da biologia, o que são sistemas de complexidade irredutível? Como esses sistemas contradizem a teoria evolucionista?

R: De modo geral, a tese da Complexidade Irredutível afirma que há estruturas biológicas que não poderiam ter evoluído de um estado mais simples. Uma célula, por exemplo, é composta de centenas de máquinas moleculares complexas. Sem elas, a célula não funcionaria. Por isso, a célula é irredutivelmente complexa: ela não pode ter evoluído de um estado mais simples, porque não funcionaria em um estado mais simples, e a seleção natural só pode optar por características que já estejam funcionando. Behe define a complexidade irredutível em seu livro A Caixa Preta de Darwin como “um sistema único composto de várias partes bem combinadas que interagem e que contribuem para a função básica do sistema, onde a remoção de qualquer das partes faz com que o sistema deixe de funcionar efetivamente”. Uma ratoeira, que costuma ter cinco partes: uma base de madeira para sustentar o dispositivo, um martelo metálico para atingir o camundongo, uma mola para acionar o martelo, uma lingueta para soltar a mola e uma barra metálica que prende o martelo. Sem uma dessas partes, o dispositivo é inútil. Portanto, uma ratoeira é irredutivelmente complexa.


Imediatamente notamos aqui é que, se a ratoeira fosse um organismo vivo, ela não poderia ter evoluído a partir de organismos menos complexos, pois suas partes não se desenvolveriam sem qualquer função.

b) Do ponto de vista da geologia, pesquisar e desenhar um modelo criacionista da coluna geológica e compará-la com o modelo evolucionista. Explicar como as lacunas em ambos os modelos são completadas com bases filosóficas (não comprovadas cientificamente).

c) Do ponto de vista da oceanografia, como a sedimentação oceânica tem indicado que os oceanos são “jovens”?

R: É possível imaginar dois modelos básicos do mundo oceânico. De acordo com os geólogos evolucionistas uniformitarianos, a terra tem aproximadamente 4,5 bilhões de anos. O mundo oceânico foi formado, segundo se supõe, pelo desprendimento de gases da água dos processos vulcânicos no começo

história da terra. No esquema popular, no mínimo há bilhões de anos passados, o oceano chegou ao seu atual tamanho e condição química, e as formas de vidas unicelulares já haviam evoluído por acaso a partir das substâncias químicas inertes. Durante um período de pelo menos um bilhão de anos o oceano permaneceu mais ou menos em constante salinidade enquanto as criaturas unicelulares evoluíram em moluscos, peixes, répteis, mamíferos e finalmente ao homem. Durante esse imenso período os continentes têm passado pela erosão por um processo mais ou menos contínuo tendo sido depositado regularmente detritos na forma de sedimentos no fundo do oceano.

Uma alternativa à visão evolucionista do oceano é a criacionista, o surgimento do oceano é recente, possivelmente 10.000 anos atrás. A terra em sua condição original estava coberta com água (Gênesis 1:2), posteriormente, porém, Deus formou bacias oceânicas, reunindo as águas e fazendo surgir a terra (Gênesis 1:9). O oceano novamente cobriu a terra durante o Dilúvio universal no tempo de Noé, e retornou às suas atuais bacias depois do Dilúvio.

O fundo do oceano está coberto por uma camada de material mal consolidado chamado sedimento. Pequenas partículas rochosas e substâncias químicas precipitadas derivadas dos continentes, especialmente através das correntezas, formam o grosso desse sedimento. Limo calcário quimicamente precipitado é o sedimento mais comum no fundo do oceano, enquanto que arei e lama vindas dos continentes são mais comuns no oceano mais raso mais próximo das praias.

Perfurações em mar profundo e levantamentos sísmicos forneceram muitas informações sobre a espessura do sedimento no oceano. Esses dados foram bastante surpreendentes para os antigos oceanógrafos que, presumindo que o oceano fosse muito antigo, esperavam sedimentos muito espessos, mas pelo contrário, perceberam que não havia camadas espessas de sedimento.

d) Do ponto de vista da astronomia, como o afastamento progressivo da Lua, em relação ao centro gravitacional da Terra (levando-se em conta o “limite de Roche”) indica uma Terra (e Lua) jovem?

e) Do ponto de vista da arqueologia, o que são fósseis de transição? Como a ausência deles argumenta em favor do criacionismo?

R: A teoria da evolução diz que todos os seres vivos descendem uns dos outros. Isso significa que um organismo vivo que tivesse surgido inicialmente de uma

maneira aleatória, gradualmente teria se transformado em outros, e assim, todas as espécies seguintes teriam surgido – ou evoluído – dessa mesma maneira. Os cerca de cem diferentes filos animais (compreendendo categorias básicas, tais como moluscos, artrópodes, vermes e esponjas) todos teriam descendido de um único ancestral comum. Ainda de acordo com essa teoria, invertebrados como esses, gradualmente, no decorrer do tempo e devido à pressão da seleção natural, se transformaram em peixes, que por sua vez se transformaram em anfíbios, que vieram a se transformar em répteis. Alguns répteis tornaram-se aves e outros mamíferos, essa transição teve lugar gradualmente no decorrer de centenas de milhões de anos.

Para essa teoria da evolução se confirmar, as patas dianteiras de um réptil de transição deveriam cada vez mais assemelhar-se às asas de aves, à medida que passassem as gerações. Entretanto, no decorrer de centenas de gerações, essa criatura não teria nem patas dianteiras completamente funcionais, nem asas completamente funcionais – em outras palavras, ela teria existido de maneira disforme e deficiente. A essas criaturas teóricas, que os evolucionistas acreditam terem vivido no passado, é dado o nome de formas de transição.

Se criaturas desse tipo realmente tivessem existido num distante passado, então elas deveriam constituir milhões e talvez bilhões de criaturas, e os seus restos fósseis deveriam poder ser encontrados em escavações ao redor de todo o mundo

Essa especialidade foi enviada pelo João Vieira, muito obrigada, todo crédito pra ele. ♥♥♥
-- --

Gostou da especialidade, te ajudou ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡