Especialidade de Camelos Respondida

| |

10 de agosto de 2018

Especialidade de Camelos Respondida


Especialidade de Camelos, se você ainda não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos.

Especialidade de Camelos

1. Explicar as diferenças entre o dromedário e o camelo-bactriano. Por que ambos são reconhecidos e importantes?

R: O camelo tem duas corcovas e está presente na Ásia, enquanto o dromedário possui apenas uma e é encontrado preferencialmente na África e no Oriente Médio. Mas ambos estão adaptados à vida no deserto. Outra característica comum dessas espécies da família Camelídea é que ambas são capazes de suportar longos períodos sem beber água. "Eles têm uma adaptação fisiológica que lhes permite reter líquidos, além de armazenarem energia através da gordura que guardam nas corcovas", informa Marta Fabian. Em ambos, as patas são adaptadas para o solo arenoso.

2. Descrever as seguintes características dos camelos:

a) 3 utilidades que lhe são atribuídas.
R: Meio de locomoção, produtores de leite, produtores de carne.

b) Quantidade de água que bebem.
R: 100 litros.

c) 3 qualidades de sobrevivência.
R: Resistência em regiões desérticas, alimenta-se de cactos e ervas duras, passa até 3 semanas sem água.

d) Procedência.
R: As evidências fósseis indicam que os ancestrais dos camelos modernos evoluíram na América do Norte durante o período Paleógeno, os Camelos, e depois se espalhou para vários lugares da Ásia e Norte da África.

Reino: Animalia; Filo: Chordata; Classe: Mammalia; Ordem: Artiodactyla; subordem: Tylopoda; e Família: Camelidae

3. Mencionar 3 camelos sul-americanos e analisar o seguinte:

a) Região onde vivem.
b) Utilidade que lhe é atribuída.
c) Características físicas.
d) Tipo de alimentação.

Vicunha: são nativos de áreas secas e desérticas da Ásia e Norte da África.


Vicunha (Vicugna vicugna), é o animal que possui o menor tamanho entre os camelídeos andinos chegando no máximo a 1,30 metros de altura e podendo pesar até 40 kg. Tem o pescoço mais fino do que o dos seus primos. Sua pelagem é muito fina e por isso tem alto valor comercial; por esse motivo, a vicunha esteve à beira da extinção por causa dos caçadores ilegais. Vive nos Andes e no Equador, habitando de 3.000 a 4.600 metros acima do nível do mar, região de estepe elevada, desértica e desprovida de árvores, localizada acima da zona de lavouras cultivadas. A população de vicunhas, que chegou a ter apenas 25.000 exemplares, chega a quase 170.000 atualmente (aproximadamente 100.000 vivem no Peru), e o número vem crescendo em média 8% por ano. Em comparação com os camelos do velho mundo, a vicunha possui cascos mais profundamente bipartidos, permitindo que caminhe e corra com mais aptidão em encostas rochosas. Outra importante adaptação são os dentes semelhantes aos de roedores, os quais crescem continuamente e permitem que a vicunha “se alimente de pequenos arbustos rentes ao solo.


Guanaco - (Lama guanicoe) é um camelídeo nativo da América do Sul, cuja altura varia entre 107 e 122 cm. Pesa cerca de noventa kg. A cor varia muito pouco (ao contrário do lhama), variando de um marrom-claro a um mais escuro e canela para sombreamento, com pelagem branca no tórax e no abdômen. A face de um guanaco tem um tom acinzentado e as orelhas, pequenas, ficam em pé. Sua característica marcante são seus grandes olhos castanhos, a forma corporal equilibrada e a enorme energia. O nome guanaco vem da língua sul-americana quéchua (da palavra huanaco). O guanaco, assim como as lhamas também é um mamífero ruminante da América do Sul. Ao contrário das outras espécies de camelídeos, este animal tem pelagem mais curta, podendo passar quatro dias sem beber água.

São encontrados no Peru, Bolívia, Equador, Colômbia, Chile e Argentina. No Chile e na Argentina, são mais numerosos em algumas regiões da Patagônia, em lugares como o Parque Nacional Torres del Paine e na Ilha Grande da Terra do Fogo. Os Guanacos andam sempre em  grupos familiares ou em grandes manadas. O líder do grupo geralmente é o macho mais antigo. O macho tem a missão de manter a segurança das fêmeas e dos filhotes. Os grupos ocupam territórios definidos, marcados com as fezes que formam montículos chamados "bosteadores". O Guanaco caminha e alimenta-se durante o dia e descansa durante a noite. É herbívoro. Seu predador é o puma.


Lhama (Lama glama), da palavra quíchua llama, é um mamífero ruminante da América do Sul. Tem pelagem longa e lanosa e é domesticado para a utilização no transporte de carga, produção de lã, carne e couro. Foi domesticada pelo povo inca, tendo sido muito importante para os mesmos. São herbívoros.
As lhamas vivem na Cordilheira dos Andes, onde as temperaturas são baixas. Assim, as pelagens servem para protegê-las do frio, além de proteger o seu corpo de arranhões e outros ferimentos. A lhama é conhecida pelo seu estilo calmo, muitas vezes andando devagar, porém pode se irritar facilmente. Quando irritada ou para chamar a atenção cospe na direção do objeto de sua irritação. Possui um porte elegante.

4. Fazer uma pesquisa sobre a predação dos camelos sul-americanos. Por que esses animais estão em risco de extinção?

R: Sua pelagem é muito fina e por isso tem alto valor comercial; por esse motivo, a vicunha esteve à beira da extinção por causa dos caçadores ilegais.
As lhamas são utilizados para produção de carne, couro e lã. Atualmente, as criações de lhama em cativeiro visam principalmente à produção de carne e a utilização para o transporte de carga, já que a alpaca produz lã mais longa e macia.

5. Fazer um estudo do texto de Mateus 19:24 dando ênfase nas palavras de Jesus. Escrever 200 palavras do que você aprendeu com essa lição (usar comentários bíblicos para entender o contexto; é necessário ler todo o capítulo de Mateus 19).

Item prático.

6. Pesquisar 5 textos bíblicos que mencionem os camelos.

R: Gênesis 12:16, Gênesis 24:46, 1 Crônicas 27:30, Esdras 2:67, Neemias 7:69.

Sites que usei para fazer a especialidade.
www.terra.com.br | retendomomentos.com

-- --

Gostou da especialidade, te ajudou ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡