Especialidade de Cultura Física Respondida

| |

6 de junho de 2018

Especialidade de Cultura Física Respondida


Especialidade de Cultura Física, se você ainda não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos!

SEPARADOR-CURTI-E-BLOGUEI.png

Especialidade de Cultura Física

1. Fazer um relatório citando, pelo menos, 10 benefícios de se manter um bom condicionamento físico.

R: Cuidar da aparência, perder peso, manter-se no peso ideal recomendado, manter a saúde, evitar doenças, controle de doenças metabólicas – diabetes, hipertensão, obesidade, evitar o sedentarismo, em estar da mente e corpo, auto estima, aumento da disposição e resistência física.

2. Fazer um relatório sobre como os exercícios físicos, uma alimentação adequada e estabilidade emocional ajudam  no equilíbrio do corpo. Citar exemplos negativos e positivos em cada um.

Pontos positivos do exercício físico, acima citado os dez pontos na questão 1.
Negativos: atrofia muscular, prejudica a postura dentre outros malefícios de má orientação ou sem orientação profissional.

Pontos positivos de uma alimentação adequada: Manter peso, manter e/ou recuperar a saúde, controle de doenças metabólicas, ajuda a controlar doenças psicológicas, etc.
Negativos: Não há.

Pontos positivos da estabilidade emocional: Coloquei nesta questão algumas doenças psicológicas que estão diretamente ligadas a questão da estabilidade emocional, portanto evita-las é característica de uma pessoa estável emocionalmente.

Negativos: Não há.

3. Definir os seguintes exercícios. Citar alguns exemplos em cada modalidade:

a) Isométrico.
R: São exercícios onde não ocorre movimento articular, ou seja, é mantida uma posição por um determinado tempo.
Exemplo: segurar um peso com o cotovelo flexionado.

b) Isotônico.
R: São exercícios onde ocorre movimento articular, ou seja, ocorre uma aproximação dos segmentos através da contração. 
Exemplo: agachar e levantar.

c) Isocinético.
R: São exercícios onde ocorre o movimento articular, mas em uma determinada velocidade por todo o percurso, ou seja, é necessário um ajuste de resistência constante por toda amplitude do movimento. Tal tipo de exercício
só consegue ser executado perfeitamente através de máquinas encontradas em laboratórios de pesquisa.

d) Anaeróbio.
R: São exercícios onde predomina o fornecimento de energia por processos metabólicos que não envolvem o consumo de oxigênio. São atividades de intensidade alta a moderada alta e não podem ser mantidas por muito tempo. 
Exemplo: corridas de velocidade, saltos e levantamento de peso.

e) Aeróbio.
R: São exercícios onde predomina o fornecimento de energia por processos metabólicos que envolvem o consumo de oxigênio. São atividades continuas e de baixa ou média intensidade. Por exemplo: correr, pedalar, nadar, todos por médias e longas distâncias. Para que esse exercício seja possível ocorre um processo no corpo chamado de steady state, onde equilíbrio entre a captação e transporte e a utilização do oxigênio na musculatura.

4. Fazer um relatório explicando porque os procedimentos abaixo são importantes em um programa de exercícios. Citar exemplos de cada um.

a. Alongamento.
R: Diminuir dores, pois quando o músculo é alongado ele relaxa o que foi exigido durante a atividade física, diminuindo os incômodos, dores muscular.

     b. Aquecimento.
R: Exercícios de aquecimento servem para preparar seu corpo para uma atividade mais forte. Existem 2 tipos de aquecimentos: geral e localizado. O aquecimento geral é caracterizado por uma atividade como correr ou pedalar que visa aumentar a temperatura corporal. Já um aquecimento localizado visa preparar as articulações que serão utilizadas na atividade principal através de movimentos similares e que envolvam a mesma articulação e músculos, como
girar os braços para frente e para trás antes de nadar.

    c. Exercícios aeróbios.
R: São exercícios onde predomina o fornecimento de energia por processos metabólicos que envolvem o consumo de oxigênio. São atividades continuas e de baixa ou média intensidade. Por exemplo: correr, pedalar, nadar, todos por médias e longas distâncias. Para que esse exercício seja possível ocorre um processo no corpo chamado de steady state, onde equilíbrio entre a captação e transporte e a utilização do oxigênio na musculatura.

    d. Relaxamento.
R: Os exercícios de relaxamento são exercícios que visam
abaixar a frequência cardíaca e relaxar as musculaturas envolvidas na atividade anteriormente realizada, tradicionalmente envolvem uma respiração mais profunda que auxilia a diminuir a frequência cardíaca. Podem envolver desde uma leve caminhada, alongamentos ou simplesmente exercícios respiratórios deitados.

    e. Exercícios localizados.
R: São todos os tipos de exercícios que se podem realizar, eles podem envolver desde 1 musculatura (isolados) ou 2 ou mais (multi-articulares), são realizados em salas de musculação ou salas de ginástica e podem desenvolver diversas capacidades físicas como: força, velocidade e resistência. É popularmente utilizada como forma de aumentar a força e o volume muscular (hipertrofia) e como modalidade para promover um maior gasto energético(visando emagrecimento).

5. Demonstrar como verificar sua frequência cardíaca em repouso e após a atividade física.

Item prático.
Encontre seu batimento, mais facilmente encontrado no pulso, conte quantos batimentos, acontecem em 10 segundos, depois multiplique por 6, então encontrará quantos batimentos terá por minuto.
6. Saber calcular sua frequência cardíaca máxima. Qual a importância de controlá-la durante a prática esportiva? Em qual faixa há um melhor aproveitamento durante exercícios aeróbios? Qual aparelho pode ajudar no controle e como ele funciona?

R: O primeiro passo é saber que antes de iniciar qualquer exercício (sendo que no cardiopata é obrigatória a presença de um profissional orientando-o), a pessoa deve submeter-se à uma criteriosa avaliação física. É conveniente que fatores de risco (hipertensão e diabetes principalmente) estejam controlados. Do ponto de vista cardiológico, é feito um exame especializado, com a realização de eletrocardiograma de repouso. No caso de portadores de insuficiência cardíaca, é imprescindível o cardiograma e nos coronariopatas o teste ergométrico.

Para qualquer pessoa, o ideal é fazer um teste ergo espirométrico para saber a faixa ideal do batimento cardíaco para treinamento. Mas, enquanto não faz o teste, o indivíduo pode seguir a seguinte fórmula:

Para os homens, subtraia a idade de 220
Para mulheres, subtraia a idade de 226

O índice é obtido subtraindo a sua idade de 220 e, depois, calculando as porcentagens do total. Por exemplo, se você tem 30 anos: 220 - 30 = 190. Caso as porcentagens pedidas sejam exatamente estas (65% e 85%), o resultado será: 190 x 65% = 123 batidas por minuto e 190 x 85% = 161 batidas por minuto. Esses são o número mínimo e máximo de batimentos cardíacos por minuto que você deve manter, ou seja, as zonas-alvo do seu treinamento.

O ideal seria usar um frequencímetro para medir os batimentos cardíacos. Ele é, sem dúvida, mais seguro e preciso para os resultados. Se você não tem um, controle a frequência colocando os dedos indicador e médio (da mão esquerda) no pulso direito, ou vice-versa. Marque os batimentos durante 10 segundos e multiplique por seis para ter os batimentos por minuto em repouso.

Uma faixa segura para a maioria das pessoas é fazer exercícios entre 60% a 75% da frequência cardíaca teórica. Estes números podem ter uma pequena variação. Atletas podem fazer treinos alternando a intensidade utilizando batimentos acima de 85% da frequência cardíaca máxima, evidentemente sob orientação.

7. Usando o conhecimento adquirido no requisito 4, fazer um programa de exercícios regulares para ser praticado, pelo menos, 4 vezes por semana por um período mínimo de 4 meses. Fazer um quadro (ou tabela) do desenvolvimento de cada atividade diariamente. Este quadro deve conter:

Item prático.
Eu não posso montar o quadro pra vocês porque ele é individual, pois você precisa praticar esses exercícios. Mas vou explicar como fazer, caso não tenha entendido.
a) Tipo de exercícios de alongamento.
Selecione o tipo de alongamento que você vai fazer antes de iniciar seus exercícios.
b) Frequência cardíaca em repouso.
Você deve calcular sua frequência cardíaca (conforme aprendemos na especialidade) antes de iniciar as atividades. 
c) Tipo de exercícios de aquecimento.
Selecione exercícios de aquecimento que deseja fazer.
d) Tipo de exercícios aeróbios.
Selecione os exercícios aeróbios que deseja fazer.
e) Tempo na prática de exercícios aeróbios.
Escreva o tempo que irá fazer os exercícios aeróbios. Exemplo: 20 minutos fazer sequência de tal exercício aeróbio.
f) Frequência cardíaca após o exercício.
Calcule sua frequência cardíaca após terminar os exercícios.
g) Tipos de ginástica localizada.
Selecione os tipos de ginástica localizada deseja fazer.
h) Exercícios de alongamento.
Selecione os exercícios de alongamento que deseja fazer.
i) Frequência cardíaca 3 minutos após os exercícios aeróbios.
Calcule sua frequência cardíaca 3 minutos após concluir os exercícios aeróbios.
Se você estabelecer uma sequência única de exercícios (porque você pode escolher uma sequência diferente para cada dia da semana, fica por sua conta), só deve colocar todos os dias a frequência cardíaca conforme pede para relatar. (antes de iniciar os exercícios, depois de 3 minutos que fez os exercícios aeróbios e após terminar os exercícios.)
Lembrando que os exercícios devem ser feitos 4 vezes por SEMANA, por 4 MESES.

Para cada período de exercícios, manter a frequência cardíaca mínima determinada no item 6 durante, pelo menos, 20 minutos.

-- --

Gostou da especialidade, te ajudou ou tem alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Um comentário: