Curti e Bloguei: Especialidade de Cuidado de bebês Respondida

Especialidade de Cuidado de bebês Respondida

| |

3 de abril de 2018

Especialidade de Cuidado de bebês Respondida


Especialidade de cuidado de bebês, é uma especialidade bem legal, eu peguei ela com facilidade. Vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos!
SEPARADOR-CURTI-E-BLOGUEI.png
1. Ser capaz de cuidar de um bebê durante, no mínimo, 5 horas em, pelo menos, 3 dias de 1 semana.

Item prático.

2. Quais alimentos não devem ser dados a um bebê menor que 1 ano? Relacionar todas as precauções que devem ser tomadas ao se preparar alimentos para um bebê. Preparar um alimento e alimentar o bebê. [parte prática]


R1: Leite de vaca e derivados, sal, açúcar e tudo que tem açúcar, mel, sucos e chás, bolacha de maisena, engrossantes, petit suisse, geleia de mocotó, frutos do mar, água de coco e gemada.

R2: 

1. ÀS COMPRAS – ESCOLHA ALIMENTOS PROCESSADOS DE FORMA HIGIÊNICA.

Enquanto que alguns alimentos podem ser consumidos no seu estado natural, como fruta ou vegetais – sem casca ou sempre muito bem lavados -, outros devem ser processados para que possam ser consumidos com segurança. O leite, por exemplo, deve ser sempre pasteurizado.

Se, ao comprar fruta ou vegetais lhe parecerem mal acondicionados, não os compre. Deverá sempre certificar-se que os alimentos que vai adquirir são frescos e tratados de forma higiênica.


2. COZINHE A COMIDA CUIDADOSAMENTE.

A eliminação de possíveis agentes patogênicos presentes nos alimentos, só são destruídos a temperaturas superiores a 70º. Abstenha-se, por exemplo, de comer carne mal passada ou ovos mal cozidos (alimento muito suscetível à infecção por salmonelas).

3. CONSUMA OS ALIMENTOS IMEDIATAMENTE APÓS A SUA CONFECÇÃO.

Com o início do processo de arrefecimento, começam a surgir os agentes patológicos. Para o evitar, consuma a refeição logo após ser retirada do calor.

4. ARMAZENE OS ALIMENTOS CUIDADOSAMENTE.

Mantenha o seu frigorífico bem refrigerado e limpo de alimentos que já não estão em condições de serem consumidos. Quando comprar iogurtes, por exemplo, certifique-se que são guardados de acordo com a data de validade – maior longevidade, na retaguarda –
A conservação dos alimentos no frigorífico faz-se a uma temperatura de aproximadamente 5ºC. A temperatura no compartimento de congelação varia de acordo com o número de estrelas do equipamento. Um equipamento com 1 estrela congela os alimentos a cerca de -6ºC, enquanto que um de 3 ou 4 estrelas já atinge temperaturas de -18ºC. Consulte as instruções do seu equipamento para o regular para a temperatura adequada
Nunca coloque os alimentos no frio sem que tenham arrefecido convenientemente
Acondicione os alimentos de forma cuidada e de modo que sejam facilmente identificáveis (especialmente no caso da congelação uma vez que, iniciado o processo de descongelação, não deve voltar a colocá-los no congelador)
Se vai cozinhar para o seu bebé, faça apenas a quantidade para uma refeição. O ideal é não armazenar a sua comida
Para além de garantir a qualidade dos alimentos, ao seguir estas dicas, também poupa no consumo energético.

5. HIGIENIZE AS MÃOS COM FREQUÊNCIA ENQUANTO PREPARA A REFEIÇÃO.

Lave as mãos frequentemente enquanto cozinha. Se, durante o período de tempo em que está a cozinhar, manipular um animal doméstico ou se magoar, lave bem as mãos e proteja-as com umas luvas. Se tiver que pegar no seu bebé, não deixe de lavar as mãos.

6. AQUECER ALIMENTOS PRÉ COZINHADOS.

Ao aquecer um alimento armazenado, garanta que a totalidade do preparado aqueceu a pelo menos 70º. Usando micro ondas, o forno ou o bico do fogão, mexa sempre os alimentos para garantir que todo o preparado foi sujeito à fonte de calor.

7. EVITE O CONTATO ENTRE ALIMENTOS CRUS E COZINHADOS.

Desta forma, previne a contaminação dos alimentos cozinhados por alimentos crus que ainda vão ser preparados. Tenha, também, atenção aos utensílios de cozinha. De preferência não use a mesma faca, por exemplo, para trabalhar nos dois tipos de alimentos enquanto cozinha.

8. M
ANTENHA LIMPAS TODAS AS SUPERFÍCIES DA COZINHA.

À medida que vai cozinhando, lave a louça de que não necessita e mantenha as superfícies de trabalho limpas. Se usar um utensílio contaminado (como uma tábua de cortar) pode transmitir eventuais microrganismos aos alimentos que está a processar. Evite usar utensílios de madeira que, devido às suas características naturais, têm maior propensão para abrigar agentes indesejados.

9.
 MANTENHA OS ALIMENTOS ABRIGADOS E BEM ACONDICIONADOS.

Só assim os mantém afastados de insetos, ratos e outros animais que podem contaminar os alimentos com agentes patogênicos se entrarem em contato com os alimentos.

10. UTILIZE ÁGUA DE QUALIDADE.

Se tiver alguma dúvida sobre a qualidade da água, não a utilize para a preparação dos alimentos nem para beber. Utilize-a apenas depois de fervida ou opte por água engarrafada. Nunca prepare o leite ou as papas do seu bebé com água que não lhe transmita confiança ou de que desconheça a origem.


3. Preparar o banho, dar banho, trocar o bebê, e vesti-lo.

Item prático.

4. Preparar o berço do bebê, e colocá-lo para dormir à noite.

Item prático.

5. Qual é o peso normal de um bebê ao nascer? Qual é o esperado para 6 e 12 meses? Veja a sua curva de crescimento (ou a do bebê que você está cuidando) e compare com os valores esperados [Parte prática, precisando de ajuda, me chame na página do blog]. O que se deve fazer para que um bebê tenha um crescimento adequado?

R1: A maioria dos bebés nascidos a término (entre a semana 37 e 40 da gestação) pesam entre 2.5 kg a 4 kg.

R2: Aos 6 meses, o bebê geralmente pesa entre 6 kg e 9 kg (7,5 kg, em média). E aos 12 meses, o bebê geralmente pesa entre 9,5 kg e 11,5 kg (10,2 kg, em média).

R3:

– Esportes em geral são bons para quem precisa crescer. Exercícios aeróbicos, como natação e modalidades coletivas, são importantes para a criança e o adolescente. A atividade física garante o aumento da capacidade cardiorrespiratória e a distribuição do oxigênio pelo corpo, além de evitar a obesidade, que prejudica o desenvolvimento – os gordinhos crescem antes e mais rápido, mas param cedo e no final ficam baixinhos.

– Quando anoitece, a glândula hipófise (que fica na parte central do cérebro) acelera a produção do hormônio do crescimento. O GH se espalha pelo corpo e estimula no fígado a produção de outro hormônio, o IGF-1. O IGF-1 atua principalmente na “placa de crescimento”, cartilagem que envolve os ossos e é estimulada a produzir células que os expandam. O hormônio do crescimento também quebra as células de gordura e libera substâncias que são usadas para fabricar os músculos.

– Sobre a alimentação: o cálcio é a substância que garante o crescimento saudável e a resistência dos ossos. Também ajuda a prevenir a osteoporose, e a proteína é importante para o crescimento dos músculos. São exemplos de fontes de cálcio o leite, queijo, manteiga, sardinha, espinafre. E das fontes de proteínas carnes, peixes, ovos, feijão, açaí.

6. Explicar porque mamadeiras e chupetas devem ser evitadas.

R:

O aleitamento artificial também pode acarretar patologias de caráter fonoaudiológico devido ao uso da mamadeira, independentemente do tipo de bico (ortodôntico ou não), tais como deglutição atípica, alterações de tonicidade e postura oral, alterações no reflexo de sucção e deglutição, alterações de fala, alterações no desenvolvimento dos maxilares, dentre outros. O uso da mamadeira leva ao desmame precoce, pois o bebê poderá apresentar confusão de bicos; o oferecimento de leite artificial acarretará diminuição na freqüência das mamadas e, conseqüentemente, diminuição na produção de leite.

O uso da chupeta também acarreta inúmeras infecções e patologias no recém-nascido e criança pequena como otites médias e diarréia devido à contaminação ou higienização inadequada da chupeta. Bebês que sugam chupeta possuem maiores chances de desenvolver problemas ortodônticos e de motricidade oral, pois os bicos pressionam o palato, tornando-o estreito e profundo, levando a um mau alinhamento dos dentes e alteração da sobreposição dentária, acarretando também um desequilíbrio da musculatura oral.
7. Quanto tempo um bebê deve mamar exclusivamente no seio da mãe? O que é desmamar?

R1: O bebê deve mamar exclusivamente no peito até os 6 meses.

R2: Suspender a amamentação, a lactação de (uma criança ou animal); desaleitar, desleitar, desamamentar.

8. O que é fontanela (moleira)? Por volta de que idade ela desaparece?

R1: Fontanela é o espaço amolecido entre os ossos do crânio dos recém-nascidos. São também conhecidas como “moleiras”. O crânio do recém-nascido possui seis fontanelas. Uma fontanela anterior (ou bregmática) e uma fontanela posterior ou lambdoidea.

R2: A fontanela posterior, de dimensão mais reduzida fecha mais cedo, por volta dos 2 meses de idade. A fontanela anterior, maior e visível, demora mais tempo a fechar. Geralmente, os ossos fecham entre os 12 e os 18 meses. Contudo, alguns bebés só têm a moleira completamente fechada aos 2 anos.
9. Entrevistar funcionários de uma creche e perguntar a respeito do trabalho ali, e da ajuda oferecida às mães.

Item prático.

10. Conhecer o cartão da criança do seu país e dizer quais as informações básicas são encontradas nele.

Item prático. [Não vou fazer esse item, porque já vi diferentes cartões de vacina, o meu mesmo é diferente de alguns que eu vi. Então, façam a partir do próprio cartão de vocês, qualquer dúvida, me procurem na página do blog].

11. Conhecer o calendário de vacinação básica do seu país. Quais as vacinas fazem parte dele? Elas previnem quais doenças? Quando devem ser administradas? Conferir o seu cartão de vacinação e o do bebê que você está cuidado. Caso esteja incompleto, comunique à sua mãe e/ou à mãe do bebê para procurarem um centro de saúde e atualizá-lo.

Item prático. [Olhe o seu próprio cartão de vacina e faça o item, qualquer dúvida, me procurem].

12. Conhecer os principais números de emergência do seu país, como, por exemplo, polícia, bombeiros e serviço médico.

R:

Corpo de Bombeiros - 193
Policia Militar - 190
SAMU (pronto-socorro) - 192


Sites que tirei as respostas.
www.maternidadecolorida.com.br
www.maemequer.pt
saude.ccm.net
www.maemequer.pt
corujices.com
prolactare.com
www.tuasaude.com
www.minhavida.com.br
www.maemequer.pt
www.ebc.com.br

-- --

Qualquer dúvida, deixe nos comentários.

2 comentários: