Especialidade de Pecuária Respondida

| |

8 de março de 2018

Especialidade de Pecuária respondida 

 

Especialidade de Pecuária, acho que é a especialidade mais diferentona do blog. Você tem? Se não, vem conferir e compartilhe com seus amigos!

1. Citar, pelo menos, 4 características que se deve observar para a escolha de um bom novilho.

R: Além das características produtivas observa-se o temperamento, pelo curto e liso, tamanho de prepúcio/umbigo, aprumos e perímetro escrotal, além de saber a procedência do animal.

2. Mencionar, pelo menos, 25 partes de um boi.

mapadascarnes.jpg
3. Conhecer o significado dos seguintes termos: 

a. Forragem - Toda espécie de plantas ou partes de plantas, verdes ou secas, us. para alimentar o gado.

b. Arroba Antiga unidade de medida de peso que corresponde a 32 arráteis (cerca de 14,7 kg).

c. Curral Cercado onde se prende e/ou recolhe gado.

d. Cruzar - Quando dois animais de sexo oposto tem relação sexual.

e. Brete - Lugar onde se coloca o gado para vacinar, marcar.

f. Ferro de marcação - Ferro em brasas usado para marcar gado.

g. Garrote - Filhote de vaca, bezerro.

h. Novilho - Boi novo; almalho, bezerro.

i. BrachiariaGramínea originária da África, introduzida no cerrado brasileiro, utilizada como pastagem na bovinocultura de corte e leite.

j. Napier - Um tipo de capim.

k. QuicuioÉ uma gramínea perene de verão, originária de regiões com solos férteis da África, com folhas de 1 a 15 cm de comprimento.É usado para pastagem, gramados para parques recreativos e esportivos, e para cobertura de solo no controle de erosão.
l. Prenhez - Gravidez.

m. Ordenha Processo ou efeito de ordenhar, de extrair o leite das tetas de certos animais; ordenhação.

n. MochoDesprovido de chifres, ou com os chifres aparados.

o. De raça pura - Raça que não houve miscigenação.

p. LactaçãoAto ou efeito de lactar; amamentação.

q. Pastoqualquer erva que serve de alimento ao gado; pastagem.

r. CercaDemarcação que rodeia um terreno.

s. Ração - Quantidade de alimento calculada para o consumo diário ou para cada refeição de um indivíduo.

t. Área - Campo em que se exerce determinada atividade.

u. Cio - Estado fisiológico cíclico das fêmeas de muitos mamíferos, que se caracteriza por uma série de alterações preparatórias e favoráveis à fecundação e à gestação.

4. Apresentar um relatório destacando os principais problemas de saúde que atingem os bovinos, apontando os sintomas e sinais, bem como preveni-los e tratá-los.

Febre aftosa

A febre aftosa é muito prejudicial aos negócios, pois reduz a qualidade da carne, diminui a produção de leite, promove perda de apetite do animal, causada pela febre.

Controlar a febre aftosa é complicado, pois apresenta-se alta capacidade de resistência e resistência, há muita dificuldade no tratamento e prevenção por esses motivos.

A transmissão da febre aftosa ocorre pelo consumo de água e alimentos contaminados no cocho de animais, que possuam saliva dos animais doentes.

Sintomas:
Erosões na mucosa da boca.
Erosões das tetas.
Erosões nos espaços entre os dedos.
Temperatura corporal elevada.
Ranger de dentes.
Salivação abundante.
Dificuldade para mastigar.
Falta de apetite.

A principal forma de prevenção advém com a vacinação.
Brucelose bovina

Prejudica principalmente a produção de leite e a taxa de natalidade dos rebanhos.

Sintomas:

Processos inflamatórios no útero e na placenta da vaca.
Abortos.

O causador da brucelose é uma bactéria que se espalha, na maioria dos casos, através de materiais contaminados com corrimento uterino ou com restos da placenta e líquidos fetais.

O controle da doença advém principalmente através da vacinação das bezerras de 4-8 meses de idade.

5. O que é castração e qual o seu propósito? 

O que é? 

Castração é um ato de mutilação sexual em que incapacita-se o indivíduo de reproduzir-se sexualmente, e suprime seu porte de hormônios sexuais (testosterona, no macho, e estrogênio, na fêmea).

Motivo?

No Brasil, os bovinos começaram a ser castrados, pois, nas décadas de 20 e 30, o gado era criado solto, sem cercas. Com isso, para amansar os fujões, os pecuaristas adotaram alguns métodos de castração, para que os bovídeos não mais se afastassem da propriedade.

Atualmente, a castração ainda é feita para amansar os bois. Entretanto, a este fator foi associada a castração como aprimoramento da qualidade da carcaça. Descobriu-se que em bovinos castrados a carne era mais aceita no mercado, quando comparada a dos bois inteiros (não castrados). 

6. O que é descorna? Por que os chifres são extraídos? Qual a melhor idade para a realização deste procedimento? 

• Descorna é uma cirurgia destinada a evitar o crescimento dos chifres nos animais novos e a eliminá-los nos de mais idade ou em casos de necessidades ou acidentes.

• Os animais descornados ficam mais mansos e mesmo medrosos, porque se sentem desprotegidos sem as suas armas naturais, que são os chifres. Por isso, não atacam os homens ou outros animais, diminuindo as brigas.

• A melhor idade para descorna é entre os 4 a 10 dias de idade, nessa idade os botões parecem fazer parte do couro porque ainda não estão implantados no crânio, podendo ser facilmente movidos de um lado para o outro. Os chifres dos terneiros de 2 a 3 meses de idade também podem ser removidos, mas a operação é mais difícil e exige mais cautério (ferro quente).

7. Qual o melhor período para o desmame dos bezerros?

R: 4 meses de idade.

8. Quais são as instalações necessárias para a criação de gado? 

R: Considerarem a quantidade e os tipos de instalação, isto sim, depende muito do sistema de criação e a finalidade da exploração. No caso da pecuária de corte mais extensiva essas instalações são mais simples. Em se tratando da pecuária de corte mais intensiva, deve-se dispensar maior cuidado na escolha dessas.

Outros aspectos importantes, nesse planejamento, devem ser considerados, como tipos de solo, características da área, a topografia do terreno e a distribuição das aguadas e benfeitorias do local. O ideal é que isso seja apresentado através de mapeamento feito por pessoal especializado.

Para que não aconteçam falhas nessa implantação, a construção/ adequação das construções deve ser, igualmente, realizada por profissionais qualificados.

A começar pelo curral, seus componentes devem oferecer segurança e praticidade para que se realizem tarefas cotidianas, além de conforto, no trato com os animais, como, apartação, marcação e identificação, descorna, vacinação, embarque e desembarque, castração e pequenas cirurgias,exames ginecológicos e inseminação artificial, combate à endo e ectoparasitose.

Normalmente, o curral é completo, quando construído em local próximo à sede da fazenda, ou secundário, aquele que se localiza nos retiros, em caso de fazendas maiores. Quando completo, o curral possui brete, tronco, seringa, banheiro carrapaticida, maternidade, bezerreiro, estábulo, balança e rampa de embarque. Seu formato varia, podendo ser redondo, quadrado ou retangular. Com exceção das divisórias, a área de serviço deve ser coberta. O secundário compõe-se apenas de brete, seringa e divisórias.

Com bom planejamento, é possível garantir aos animais fácil acesso ao curral, desde que a escolha do terreno seja bem planejada. Este deve ser plano, não sujeito à erosão, bem firme e seco. A melhor opção é que seja no centro da propriedade, antecedendo-se à construção de cercas e de outras benfeitorias.O terreno deve estar livre de qualquer vegetação, inclinado em até 5%, para favorecer o escoamento das águas pluviais, evitando, assim, oacúmulo de lama junto aos animais. Acrescenta-se uma camada de piçarra em toda área, deixando-se uma faixa excedente em torno do curral e proximidades do embarcadouro, seguida de compactação.

Deve-se utilizar madeira devido à grande durabilidade, com frequentes tratamentos de preservação. Cabos de aço galvanizados, específicos para esse fim, são,igualmente, usados em construções modernas, e se denominam “cordoalha” ,facilmente encontrados, no mercado.

O curral deve ter sua capacidade total calculada, levando-se em conta a relação de 2m2/UA. Benfeitorias anexas devem ser construídas, como curralão, manga de recolhida, piquetes etc.). Essas benfeitorias vão facilitar a capacidade de reunir os animais trabalhados em lotes, além da ampliação de instalações mais simples, caso sejam necessárias.

Deve-se evitar o estresse dos animais, dentro do curral. A sugestão é que as instalações facilitem o manejo, não permitindo que os animais se agridam. O resultado disso é a abreviação do tempo de permanência dos animais nesse ambiente. Outro benefício é o de se evitar a perda de peso, além de não haver danos ao couro, pois as escoriações, nesse caso, não acontecem. Há casos de perda que chegam a 5%, em instalações não planejadas, de maneira insatisfatória. Importante ressaltar que o curral anti estresse tem o custo mais elevado.


9. Por que é melhor colocar alimento e água em lados opostos do estábulo? 

R: A orientação das instalações é fator intimamente relacionado com o clima do local e que uma boa orientação tem maior importância em alojamentos abertos, onde, além de permitir uma máxima insolação interna no inverno, deve garantir a proteção contra os ventos dominantes e frios.

Em condições de clima tropical e subtropical, como ocorre em nosso hemisfério, as coberturas são orientadas, normalmente, no sentido leste-oeste, para que no verão haja menor incidência de radiação solar no interior das instalações e maior insolação da face norte no inverno.

Os cochos cobertos para volumosos, cuja geometria da cobertura é geralmente estreita e alongada, a melhor orientação é a leste-oeste, permitindo máximo sombreamento durante o verão e maior exposição da face norte no inverno. Nestas instalações, o cocho de alimentação deve ser locado na face sul, onde permanece sombreado durante o ano todo, evitando o ressecamento da forragem e dando maior conforto aos animais.

Em abrigos exclusivos para sombreamento dos animais, onde não há limitação de espaço nas laterais para movimentação dos animais, a melhor orientação é a norte-sul. Desta forma, os animais se movimentam juntamente com o deslocamento da sombra do abrigo, permitindo maior exposição solar do piso, reduzindo a formação de lama e mantendo-o mais seco, além de usufruir do poder germicida da radiação solar na desinfecção do piso.

Nos bezerreiros, as baias individuais devem ser orientadas de modo que recebam o sol da manhã, devido aos efeitos benéficos dos raios solares sobre a saúde dos animais. Deste modo, os bezerreiros são projetados com todas as baias individuais do lado leste, as coletivas do lado oeste e a cobertura no sentido norte-sul.

10. Identificar, ao vivo ou por meio de imagens, 3 raças de bovinos de corte e 3 raças de gado leiteiro. 


racas-de-corte-pecuaria.png





racas-leiteira-pecuaria.png

11. Relatar os cuidados, manejo e tipo de alimentação necessária para o gado nas seguintes situações: 

Leia aqui o artigo para responder.

a) Primeiros 90 dias 
b) De 90 a 180 dias 
c) De 180 dias até o momento da venda

12. Como uma novilha pode ser treinada de maneira que se torne uma vaca mansa? 

R: Usando as técnicas tradicionais de comida no cocho e deixá-las junto às vacas mais mansas.

13. Cuidar de 1 ou mais bezerros por um período mínimo de 6 meses. 

Item prático.

14. Visitar uma propriedade rural onde se pratica a pecuária e elaborar um relatório de, pelo menos, 300 palavras destacando as principais atividades ali desenvolvidas, bem como sobre a sua experiência vivida para o cumprimento dos requisitos desta especialidade.

Item prático.

Sites que tirei as respostas.
w3.ufsm.br
www.priberam.pt
portaliatf.com.br
pt.wikipedia.org
www.cpt.com.br
www.ebah.com.br
www.milkpoint.com.br
www.cptcursospresenciais.com.br
sfagro.uol.com.br
sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br

-- --

Qualquer dúvida, deixe nos comentários.

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡