Especialidade de Dramatização Cristã Respondida

| |

23 de março de 2018

Especialidade de Dramatização Cristã Respondida 


Especialidade de Dramatização Cristã, se você ainda não é investido nela, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos! 

SEPARADOR-CURTI-E-BLOGUEI.png

1. Durante o cumprimento desta especialidade, memorizar e aplicar os princípios contidos em 1 Coríntios 10:31.
1 Coríntios 10:31Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.
R: Fazer a dramatização sem a intenção de se vangloriar.

2. Descrever cada uma das seguintes categorias de Dramatização: 

a. Esquetes -  É uma peça de curta duração, geralmente de caráter cômico, produzida para teatro, cinema, rádio ou televisão.

b. PantomimaNa Roma antiga, representação dramática com um dançarino solista e um coro narrativo.

c. Leitura dramática (declamação), em monólogo, dueto ou grupo - Monólogo [uma só pessoa], dueto [duas pessoas], grupo [a partir de três pessoas].

d. MusicalÉ a combinação entre a dramatização e a música. Os roteiros são em grande parte cantados, tendo uma orquestra ou banda ao fundo para criar a trilha sonora.

3. Descrever de que forma e onde cada uma das áreas de dramatização do requisito anterior pode ser usada para evangelizar pessoas.

R: Enquetes - Pode ser feita em uma social, pequeno grupo, pode ser algo diferente, vai ser um meio positivo de apresentar Jesus para os mais jovens.

Pantomima - Em um retiro espiritual, para um culto mais descontraído.

Leitura dramática - Pode ser uma dinâmica, para saber quem faz a melhor leitura, é um meio de fazer a leitura da bíblia no clube e de forma divertida. [Meu clube já declamou salmos em uma dinâmica].

Musical - Pode ser feita em um programa fora da igreja, em um retiro.

4. Conhecer e explicar as seguintes regras sobre representação: 

a. Nunca virar as costas para a plateia - Além de ser falta de educação, pode atrapalhar o entendimento do que está acontecendo.

b. O tempo de leitura e sequência do script deve ser lento durante uma linha falada e rápido entre as linhas (sem espaço morto entre os personagens falando) - Para que seja fácil o entendimento do que está sendo dito e seja um diálogo natural, não fique algo robótico.

c. Falar claramente as palavras (exceto quando indicado pelo diretor de palco) - Para que seja entendido o que foi dito, a menos que a fala precise ser embolada ou baixa, conforme o script.
d. Não consumir produtos lácteos ou doces (chocolate, refrigerante) antes de falar ou cantar - Criam muco e prejudicam a voz.

e. Manter a postura/concentração (não sorrir, salvo quando indicado pelo diretor de palco) - Para passar a emoção exigida na cena, deve haver concentração, ou ira ficar sem nexo, com risadas fora de contexto.

f. Ficar no seu espaço (salvo quando indicado pelo diretor de palco) - Para que não tenha improvisos desnecessários, por conta da sua colocação no lugar errado.

g. Não bloquear a visão da plateia dos outros personagens - Para não atrapalhar o entendimento da cena.

h. Usar as mãos e os olhos - Para se expressar de forma mais clara.

i. Demonstrar presença e contracenar com um objeto imaginário - Para que passe com firmeza a mensagem daquela cena.

j. Nada bloqueando a boca (chiclete, etc.) - Para que tenha clareza no que for dizer.

5. Conhecer e explicar por que as seguintes regras são importantes para a pantomima. Praticar essas regras em uma história bíblica

Item prático.

a. A pantomima usada como um ministério evangelístico nunca deve ser um jogo de adivinhação, deve indicar claramente o tema e objetivo.
b. É importante lembrar que na obra dramática, o pensamento vem em primeiro lugar. Deixe os olhos responderem primeiro, depois o rosto e a cabeça e, finalmente, o resto do corpo. Isso é chamado de sequência motivada. 
c. As ações devem ser sempre simples e claras.
d. Cada movimento e expressão deve ser sempre visível. 
e. Deve haver uma razão para cada gesto ou movimento. 
f. Apenas um gesto ou movimento deve ser feito ao mesmo tempo. 
g. Ensaie até que você tenha criado uma caracterização clara. 

R: São importantes para que a mensagem que desejam passar seja clara e não tenha mal entendimento da parte dos espectadores.

6. No ambiente de atuação, conhecer os seguintes termos: 

a. Improviso - Técnica onde o ator interpreta algo imprevisto, não preparado antemente e inventado no calor da ação.

b. Bastidores - Tudo que acontece por trás das câmeras, palco, cenário, todo trabalho que é feito antes e depois de alguma apresentação, e durante a apresentação, mas não é mostrado.

c. Marcação - Movimentação dos atores em cena, em função do texto da dramatização: entradas, saídas, posturas, etc.

d. Deixa - A fala (ou outra marca) depois da qual um ator entra ou tem de proferir a sua fala.

e. Boca de cena -  É a frente do palco. Num palco Italiano, por exemplo, é a parte onde o ator representa.

f. Leitura de mesa - Reunião com o elenco para a primeira leitura do texto, cada ator com a sua fala lida com entonação normal, para o conhecimento do seu papel e de toda a peça.

g. Imóvel - Ato em que o ator ‘congela’, ou seja não se movimenta.

h. Esquerda e Direita do palco - Bastante importante tem o uso espacial do palco, nas dramatizações. Todos os atores, bem como cenógrafos e marcações do deslocamento obedecem a prévia determinação. Na técnica teatral há duas esquerdas: Esquerda alta: a parte posterior e esquerda, no palco. Esquerda baixa: o lado frontal (que margeia o proscênio) e esquerdo. O mesmo se aplica ao lado direito, porém do lado oposto ao esquerdo.

i. Centro da esquerda e centro da direita do palcoEsta é uma divisão feita para facilitar a comunicação entre diretores e atores durante a montagem de uma peça.

j. SetCenário preparado para representação e filmagem.

k. TempoAssim como qualquer outra narração possui uma trama ou argumento na qual se desenvolve em três tempos ou partes: exposição, clímax e desenlace.
l. Caco - Fala improvisada para consertar algum erro ou substituir algum elemento ausente, seja no texto ou na cena. Caco também é a fala inexistente no texto da peça mas que o ator introduz no desenrolar cena. O excesso de cacos é um dos causadores da poluição cênica e pode ser sinal de falta de domínio do texto por parte do ator. Um caco que passa a repetir-se em cada apresentação não mais como improviso deixa de ser um caco para ser uma alteração planejada, configurando assim uma adaptação do texto ou licença poética.

m. Engolir em cena -  Diz-se que um ator engoliu o outro em cena quando se destaca mais ao ponto de tornar-se mais marcante. Um ator mais experiente que interpreta um papel secundário tende a engolir os outros sem querer, mesmo que estejam em papéis principais, simplesmente por sua presença de palco mais firme e forte. Há quem use o termo "engolir" para um cenário exageradamente elaborado que diminui a presença do ator.

7. A partir das dramatizações listadas no requisito 2, planejar e executar 2 das categorias em 2 dos seguintes ambientes: culto, igreja, acampamento, campori, reunião do clube.

Item prático.

8. Como um grupo, criar uma nova dramatização e apresentá-la.

Item prático. [Caso precise de ajuda com esse item, pode me procurar na página do facebook]

Sites que tirei as respostas.
www.bibliaonline.com.br
www.significados.com.br
queconceito.com.br
br.answers.yahoo.com

-- --

Qualquer dúvida, deixe nos comentários.

2 comentários:

  1. Me ajudou muito. Estava precisando para ganhar a especialidade de dramatização. Obrigada!

    ResponderExcluir