Especialidade de Alga Marinha

| |

25 de agosto de 2017

Especialidade de Alga Marinha


Estou de volta, e para fazer as pazes, trouxe essa Especialidade de Alga Marinha, então vem conferir e pegar mais essa!

1. Definir o que são algas.

R: As algas são organismos que realizam fotossíntese, produzindo desta forma a energia para o seu metabolismo (seres autotróficos). Vivem em água ou ambientes com presença de muita umidade, grande parte das algas é unicelular (formada apenas por uma célula). Existem algumas espécies de algas mais complexas, com tecidos diferenciados, porém não possuem raízes, caules ou folhas como as plantas “superiores”. Por realizarem fotossíntese, as algas foram classificadas, por muito tempo, como sendo plantas. Porém, somente as algas verdes possuem uma relação com a evolução das plantas. 

2. Onde as algas podem ser encontradas? 

R: As algas são encontradas em muitos lugares: nos mares, nos rios, nas lagoas, sobre pedras, troncos de árvores e outras superfícies muito úmidas. A algas podem ser encontradas em qual quer tipo de água salgada. 

3. Como é chamado o órgão de fixação do substrato? Que diferenças e semelhanças podem ser encontradas entre uma alga e uma planta? 

R: Como notaram as algas estão firmemente apegadas as rochas, mas temos dito que não tem raízes. Esta parte se chama Hapterio, Rizoide, ou Disco Adesivo. Tem a característica de uma raiz, mas não absorve água para o uso da planta, sendo sua função a de manter a planta grudada a rocha. 

4. Explicar porque há uma variação de tamanho entre as algas marinhas. 

R: As algas variam em tamanho, segundo as celulas microscópicas há plantas unicelulares "Colônias gigantes" de ate 20 metros de comprimento. 

5. Citar, pelo menos, 4 grupos de algas marinhas. Depois fazer um quadro indicando ao lado de cada grupo o seguinte: 

a) Nome popular 
b) Nome científico 
c) Estrutura (unicelular, pluricelular, ou ambos)

Nome popular: Algas azul-verde 
Nome científico: Cianophyta 
Estrutura: Unicelular (1.500 espécies) 

Nome popular: Algas verdes 
Nome científico: Chlorophyta 
Estrutura: Ambas (6.000 espécies) 

Nome popular: Algas pardas 
Nome científico: Phaeophyta 
Estrutura: Multicelular (2.000 espécies) 

Nome popular: Algas vermelhas 
Nome científico: Rhodophyta 
Estrutura: Multicelular (4.000 espécies) 

6. O que são diatomáceas? 

R: As diatomáceas são um grupo de algas muito valiosas mas microscópicas, por isso trataremos apenas superficialmente sobre elas. São algas unicelulares cobertas por uma "caixinha" de sílica. Quando a alga morre, a sílica não se decompõe, assim sendo estes "esqueletos" vão se acumulando no fundo dos lagos e de baías, às vezes chegando a medir uns 300 m de espessura. Isto é escavado e usado em filtros, isoladores, cera ou polidores, e recentemente como inseticida dessecante. Há provavelmente mais de 10.000 espécies descobertas até agora. 

7. Onde as algas marinhas crescem com mais frequência: zona polar, temperada ou tropical? Explique. 

R: As algas crescem bem em toda zona do mar, dependendo da espécie. Há mais variedade nos mares tropicais, mas há uma alga especialista das zonas glaciais nas montanhas mais altas. 

8. Onde as algas marrons ou pardas são mais comumente encontradas, em água doce ou salgada? 

R: Quase todas são marinhas e abundam nas costas frias. 

9. Qual a maior profundidade em que as algas marinhas crescem no oceano? Explicar o motivo das algas não se desenvolverem em águas profundas. 

R: As algas verdes que se encontram na superfície, em lagunas baixas, ou em zonas com acesso ao sol. As algas pardas podem crescer, todavia a uns 25 metros de profundidade por ter pigmentos que lhes permitem absorver luz fraca. As algas vermelhas são as que vivem em maior profundidade. O pigmento vermelho lhes permite absorver os raios azuis violetas que são os que penetram no profundo oceano. Isto permite que estas algas existam até 60 ou 70 m de profundidade. Mais que isso já não há suficiente luz para permitir vida botânica. 

10. Nomear 3 partes de uma alga marinha de grande porte. Como elas podem ser comparadas a uma folha, a um caule e a uma raiz de uma planta? 

Haptério: Tem a função de uma raiz ao firmar a planta à rocha, mas não de condutor de alimentos.

Estipite: Tem aparência de talo e serve para ramificar ou estender a planta, mas não tem células condutoras.

Fronde: E a extensão da planta. Em alguns casos tem aparência de folha, em outros se parece a uma grama e em outras como ramas secas ou com bolhas de ar. Nestas posições se encontram as células reprodutoras, mas ao observador de perto se nota que não contém as veias de condução como têm as folhas de plantas terrestres. Na realidade se pode descrever uma alga como uma colônia de células que trabalham independentemente para seu sustento, e em conjunto para sua proteção e estabilidade. 

11. Explicar, pelo menos, 2 formas de reprodução das algas marinhas. 

Assexual: Uma célula se modifica, se separa da planta e rebenta permitindo a saída de zoosporos. 

Sexual: Algumas células desenvolvem o "ovo" e outras desenvolvem "espermas" e ao fertilizar-se formam novas plantas. Uma planta produz os dois tipos de células e as novas plantas amiúde crescem durante algum tempo apegando-se à planta parente.

12. Cite algumas vantagens comerciais que as algas marinhas podem contribuir ao homem. 

Algas Rhodophytas: Algumas espécies servem de alimento humano, outras produzem agar - substância importante nos laboratórios de ciência para cultivo de bactérias. 

Algas Phaeophyta: Estas produzem ácido algírico usado em alimentos para ficarem cremosos, como sorvetes e pudins, na medicina e em tintas. Algas 

Chlorophyta: Algumas deste grupo recém estão sendo cultivadas em jardins artificiais para a produção de alimentos especiais, úteis para astronautas. 

13. Montar uma coleção de, pelo menos, 10 espécimes de algas ou identificar, por fotografias, pelo menos 20. Identificá-las pelo nome popular e, se possível, o nome científico.

-- --

Qualquer dúvida, deixem nos comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário