Especialidade de Odonata

| |

3 de março de 2017


Olá, meu nome é Gustavo Leandro, sou o novo colunista do C&B. Estarei trazendo várias especialidades, vem conferir a primeira.

1. Quais as principais diferenças entre libélulas (Anizoptera) e donzelinhas (Zygoptera)?

R: Quando pousados mantêm as asas juntas e paralelas ao comprimento do corpo, diferente das libélulas, que as mantêm perpendiculares ao corpo. As donzelinhas têm os dois pares de asas bastante semelhantes, ambos com a base estreitada, seus olhos são separados e seu corpo é mais delicado que o das libélulas. O modo de vida dos indivíduos é praticamente idêntico, diferem principalmente por estas questões morfológicas.

2. Aproximadamente quantas espécies de libélulas existem no mundo?

R: Existem aproximadamente 5.000 espécies de libélulas no mundo.

3. Citar 5 nomes pelos quais as libélulas são conhecidas em diferentes partes do seu país.

R: Papa-fumo, helicóptero, cavalinho-de-judeu, cavalinho-do-diabo, corta-água, donzelinha, jacina, jacinta, lava-bunda, lavadeira, odonata, macaquinho-de-bambá, pito.

4. Desenhar o ciclo de vida de uma libélula e indicar onde ela vive em cada fase.

R: Do ovo até a fase adulta a libélula vive na água, somente quando se torna adulta ela sai da água e passa a viver na natureza.

5. Descrever as 5 partes principais da anatomia das libélulas.

R: A- Cabeça B- tórax C- Abdômen

1. Antena

2. Ocelo (inferior)

3. Ocelo (xanerior)

4. Olho composto

5. Cérebro (gânglios cerebrais)

6. Protórax

7. Artéria dorsal

8. Tubos traqueais e espiráculos

9. Mesotórax

10. Metatórax

11. Asa (1ª)

12. Asa (2ª)

13. Intestino médio (mesêntero)

14. Coração

15. Ovário

16. Intestino posterior (proctodeo)

17. Ânus

18. vagina

19. Gânglios abdominais

20. Túbulos de Malpighi

21. Tarsômero

22. Garras tarsais

23. Tarso

24. Tíbia

25. Fémur

26. Trocanter

27. Intestino anterior (estomodeo)

28. Gânglios torácicos

29. Coxa

30. Glândula salivar

31. Gânglio sub-esofágico

32. Peças bucais.

6. Qual o tempo médio de vida das libélulas, no estado larva e na fase adulta?

R: Uma libélula vive até quatro anos, porém, o tempo de vida adulto é muito curto. Existem três fases do ciclo de vida libélula, o ovo, a ninfa e o adulto. A maior parte do ciclo de vida de uma libélula é vivida no estágio de ninfa e raramente podemos acompanhá-lo, a menos que você esteja nadando debaixo d’água em um lago ou lagoa.

7. Por que as libélulas são consideradas excelentes bioindicadores?

R: As libélulas não habitam águas com alteração química ou sinal de poluição. Por isso, são consideradas ótimos bioindicadores.

8. Citar 5 diferentes presas naturai das libélulas. Aproximadamente que porcentagem do seu peso ela chega a comer diariamente?

R: Alimentam-se de girinos e pequenos peixes,larvas (quando em fase de ninfa).E moscas, mosquitos e etc. Podem ingerir cerca de 14% de seu peso, diariamente.

9. Citar 5 predadores naturais das libélulas.

R: Sapos, peixes e pássaros. Com asas, ela terá outros inimigos: aranhas, louva-deuses e outros pássaros. 

10. Descrever os olhos das libélulas e sua funcionalidade.

R: Possuem 30.000 facetas individuais,libélulas podem ter quatro ou cinco opsinas, o que lhes permite perceber o espectro de cor normal, juntamente com a luz UV e o plano de polarização da luz (efeito obtido com óculos polarizados). Isso provavelmente as ajuda a navegar e reduzir o brilho do sol em um corpo de água. Além disso possuem uma visão de 360º.

11- Quantas vezes por segundo uma libélula pode bater suas asas?

R: 50 vezes por segundo, já uma abelha vibra 4 vezes por segundo e um mosquito 8 vezes.

12- Em média por quantas horas diárias uma libélula pode voar?

R: De 5 a 6 horas diariamente.

13- Qual a velocidade máxima estimada do voo das libélulas?

R: Elas atingem velocidade máxima de 85km/h em média.

14. Listar 3 utilidades das libélulas para o homem.

R: São bioindicadores, indicam a qualidade da aguá;Se alimentam de Aedes aegypti;Gera equilíbrio na quantidade de mosquitos.

Créditos: Prezi.com

                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário